Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Autor de ataque racista a Ludmilla confessa e será indiciado

Helder Santos será acusado de injúria preconceituosa, com a possibilidade de ter sua pena aumentada pelo fato de o crime ter sido cometido na internet

Por Da Redação 24 Maio 2016, 21h35

A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) da Polícia Civil do Rio de Janeiro ouviu, nesta terça-feira, o autor das ofensas racistas direcionadas à cantora Ludmilla na internet. Segundo a assessoria de comunicação da polícia, o rapaz, identificado no Instagram como Helder Santos, confessou ser o autor do ataque e será indiciado por injúria preconceituosa, com a possibilidade de ter sua pena aumentada pelo fato de o crime ter sido cometido na internet.

Leia também:

Ludmilla sofre ataques racistas no Instagram e vai à polícia

De acordo com o empresário da cantora, ela já havia sido alvo de Santos em seu perfil no Instagram, mas bloqueou o perfil do rapaz. Ele, porém, criou outra conta na rede social para continuar ofendendo Ludmilla, chamando-a de “macaca” e “criola”. “Ele demonstra ódio. Entrava no Instagram dela, esculhambava”, disse o empresário Alexandre Baptestini ao site de VEJA, nesta segunda-feira.

Segundo Baptestini, Ludmilla estava determinada a ir à polícia, especialmente após o caso de Ana Hickmann. Em seu perfil no Instagram, ela fez um apelo no fim de semana para tentar identificar o rapaz. “Alguma autoridade pode me ajudar a identificar esse homem???? Não é a primeira vez que ele faz isso, já até bloqueei ele, mas ele continua falando essas coisas em outros instas por aí”, escreveu ela. “Que ódio, só quero a justiça, mais nada.”

(Da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade