Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Audiência de ‘Dez Mandamentos’ acaba abaixo da 2ª melhor marca da novela

Novela bíblica da Record termina com 23,5 pontos de média na Grande São Paulo, audiência abaixo da atingida em ao menos três outros capítulos

Por Da Redação 24 nov 2015, 14h30

Depois de fustigar a Globo com dez pragas que fizeram a sua audiência crescer continuamente, e de chegar a abrir sete pontos de vantagem sobre A Regra do Jogo com a abertura do Mar Vermelho, Os Dez Mandamentos terminou de maneira modesta, até. A novela bíblica da Record encerrou sua primeira temporada na noite desta segunda-feira, com 23,5 pontos de média no Ibope da Grande São Paulo, marca abaixo da de 25 pontos, alcançada no episódio final das pragas e no dia seguinte à travessia do Mar Vermelho, quando Moisés (Guilherme Winter) cantou para os céus, em um momento digno do Show da Fé. E bastante longe do auge da trama: a melhor audiência da novela foi de 28,1 pontos, atingida com o capítulo em que Moisés fez o mar se abrir.

LEIA TAMBÉM:

Por audiência, Record sacrificou história de ‘Os Dez Mandamentos’

‘A Regra do Jogo’ x ‘Os Dez Mandamentos’: uma guerra de audiência e valores

‘Os Dez Mandamentos’ capricha no Mar Vermelho – mas faz deserto ‘de isopor’

Desde o recorde de 28 pontos, a audiência da novela só fez cair. Esticada ao máximo, para que a Record tirasse tanto proveito quanto pudesse da trama que se revelou um produto histórico, a segunda novela a vencer a Globo (a primeira foi Pantanal, em 1990), Os Dez Mandamentos terminou na maior lenga-lenga, com capítulos cheios de slow motion e números musicais, de Moisés e sua irmã, Miriã (Larissa Maciel). Nesta segunda, Moisés desceu do Motne Sinais com as tábuas dos mandamentos que dão nome ao folhetim e se irritou ao ver hebreus cultuarem um bezerro de ouro.

A emissora, ainda assim, aposta em uma segunda temporada de Os Dez Mandamentos, com estreia prevista para março, e um filme derivado da novela, com cenas inéditas e um desfecho alternativo. Resta saber que desfecho será este, já que o fim de Moisés, tal qual prega a Bíblia, é a sua morte, programada para a segunda etapa do folhetim.

Continua após a publicidade
Publicidade