Clique e assine a partir de 8,90/mês

As melhores sorveterias de Brasília

Estabelecimentos fazem parte da edição de VEJA COMER & BEBER Brasília 2018/2019

Por Arthur H. Herdy, Gabriela de Almeida, Rosualdo Rodrigues e Sara Campos - Atualizado em 18 Maio 2018, 01h01 - Publicado em 18 Maio 2018, 01h00

Apetitá Gelateria

O paraense Adrey Augusto Nobre traz para a capital sabores amazônicos da Cairu, uma badalada sorveteria de Belém. Aqui, até três tipos de sorvete podem ser combinados em porções de tamanho pequeno (R$ 12,00), médio (R$ 15,00) e grande (R$ 18,00). Entre os vinte sabores, nas cubas há opções como bacuri, taperebá e carimbó, que mescla doce de cupuaçu com castanha-do-pará. Os sorvetes também podem reforçar as sobremesas da casa, a exemplo do crumble de maçã (R$ 30,00). 410 Sul, bloco D, loja 15, 3548-0018 (40 lugares). 12h/20h (sáb. e dom. até 21h). Aberto em 2017.

Bacio di Latte

A rede paulistana que produz sorvete à moda italiana já soma duas lojas e seis quiosques na capital. Em qualquer endereço o cliente pode escolher até três sabores para preencher os potinhos: nos tamanhos pequeno (120 gramas) e médio (140 gramas) eles custam, respectivamente, R$ 12,00 e R$ 14,00. Entre as opções mais disputadas estão chocolate belga e pistache. Nos quiosques, a oferta cai de 22 para dez sabores. ParkShopping, 3036-2496 (12 lugares). 10h/22h (dom. a partir de 12h). Conjunto Nacional, 3033-4761 (12 lugares). 10h/22h (dom. 12h/20h). Aberto em 2016.

Brazilian Ice Cream

Na loja é possível conferir a antiga sorveteira de infância de Bruno Lopes. Hoje, ao lado do sócio Ricardo Brizolim, ele segue as técnicas da gelateria italiana para desenvolver sabores como o amanteigado de caramelo com flor de sal e o chocolate 75% de Gana, base de um sorbet da casa. Aqui, o cliente serve-se à vontade antes de passar pela balança (R$ 8,99 a cada 100 gramas). CLSW 301, bloco C, loja 44, Sudoeste, 3041-4848 (70 lugares). 10h30/22h (seg. até 20h). Aberto em 2015.

Fabrizzio Gelato Italiano

Fabrício Tonon foi buscar na Itália as técnicas, maquinários, ingredientes e inspirações para as suas receitas. O resultado salta aos olhos numa vitrine instalada dentro da Casa Doce, onde se encontram sabores como nocciola, mascarpone ao figo e caramelo com flor de sal (R$ 10,50 a cada 100 gramas). A linha de picolés artesanais também seduz. Moldado no formato de uma patinha, um deles combina avelã e creme com Nutella (R$ 12,90). Está prevista uma mudança de endereço no segundo semestre de 2018 – a casa vai para o bloco D da mesma quadra. 112 Sul, bloco A, loja 29, 3445-2807 (50 lugares). 9h/20h (sáb. até 19h e dom. até 18h; fecha seg.). Aberto em 2003.

Freddo

Continua após a publicidade

Com sorvetes elaborados sem essências e conservantes, a marca argentina usa o doce de leite em diversos preparos, a exemplo do sabor em que ele é mesclado com morango. Entre as opções sem açúcar figura o de chocolate com avelã. Todos são vendidos em potinhos de 90 gramas (R$ 11,90), 170 gramas (R$ 15,90, com até dois sabores) e 250 gramas (R$ 22,90, com até três sabores). Shopping Iguatemi Brasília, Lago Norte, 3024-8495 (52 lugares). 11h/22h. Aberto em 2010.

Lo Voglio

A gelateria artesanal tem DNA brasiliense, ar retrô e produtos elaborados sem conservantes e gorduras hidrogenadas. No seu leque de sabores, há baileys com doce de leite, chocolate belga e banana com avelã. Os potinhos com 80, 100 e 150 gramas de sorvete custam, respectivamente, R$ 12,00, R$ 14,00 e R$ 16,00. As unidades de shopping têm funcionamento estendido em relação à matriz. 104 Sul, bloco A, loja 9, 3225-0329 (22 lugares). 12h/20h (fecha seg.). Mais quatro endereços. Aberto em 2015.

 Saborella

O boom no segmento das gelaterias e a chegada de marcas de fora do DF parecem não ter derretido o sucesso desta tradicional sorveteria de ascendência nortista, DNA brasiliense e linha italiana. O conjunto de placas de campeã na categoria “melhor sorvete” (catorze prêmios no total) já compete com o número de cubas na matriz. Quando a Saborella abriu as portas, em 1995, a família Kzam encarou a onda do sorvete por quilo com uma proposta revolucionária para a época: servir sabores de frutas amazônicas. Com lastro nos anos vividos em Belém (PA), os irmãos Bruno, Sávio e Homero, apoiados pela matriarca, Eleanora, difundiram os gostos de açaí, cupuaçu e castanha-dopará na capital. Essa oferta segue firme hoje, associada a um leque de sugestões com insumos internacionais. Uma das mais recentes reúne mascarpone italiano, caramelo e flor de sal. A regra da casa de não usar frutas em polpa ou congeladas provoca um revezamento sazonal de algumas opções, caso dos gelatos de jabuticaba e abacate. Qualquer um dos sabores custa R$ 14,00 (uma bola) e R$ 26,00 (duas bolas), no copo ou na casquinha. A disponibilidade de produtos no quiosque do Casa-Park é um pouco menor. 112 Norte, bloco C, loja 38, 3340-4894 (53 lugares). 12h/22h (dom. até 21h); Shopping Casa-Park, 3361-0909 (68 lugares). 10h/22h (dom. 12h/20h). Aberto em 1995.

Sorbê

Pesquisadoras dos frutos do Cerrado, as proprietárias Rita Medeiros e sua filha Anita usam vários deles como matéria-prima de seus sorvetes artesanais. Cajuí, cagaita e maracujá-pérola, por exemplo, podem render gostos bem regionais às cubas, que não dispensam os tradicionais sabores de chocolate, açaí e baunilha (R$ 10,00 uma bola e R$ 16,00, com duas). Numa opção mais substanciosa, o sorvete de queijo canastra acompanha goiabada quente (R$ 15,00). 405 Norte, bloco C, loja 41, 3447-4158 (32 lugares). 11h/19h. Aberto em 2005.

Stonia Ice Creamland

A rede brasiliense usa uma chapa congelada para integrar os seus mais de vinte sabores com doces, caldas e frutas escolhidos pelos clientes. Por R$ 17,00, uma porção de sorvete pode ser combinada a dois “mixes”, a exemplo de chocolate, brownie, farofa de amendoim e calda de frutas vermelhas. Na linha classic, pode-se optar apenas pelo sorvete (R$ 13,00 o simples e R$ 15,00 o duplo). 405 Sul, bloco B, loja 22, ☎ 3244-8772 (100 lugares). 12h/22h (sex. a dom. até 23h). Mais três endereços. Aberto em 2016.

Continua após a publicidade
Publicidade