Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Após três dias, novo álbum de Adele é o mais vendido do ano nos EUA

A obra '30', lançada na última sexta-feira, também foi a mais vendida no Reino Unido, onde Adele nasceu

Por Felipe Branco Cruz Atualizado em 23 nov 2021, 11h35 - Publicado em 23 nov 2021, 11h21

O novo álbum da cantora Adele, 30, lançado na última sexta-feira, 19, tornou-se o mais vendido do ano nos Estados Unidos três dias após o lançamento. Em uma nova métrica que combina as vendas de discos de vinil, CDs, downloads e streaming, o trabalho vendeu mais de 575.000 cópias no país, ultrapassando Evermore, de Taylor Swift, lançado em dezembro de 2020 e que vendeu 462.000 cópias neste ano.

O trabalho também vendeu muito bem no Reino Unido, onde Adele nasceu, com 167.000 cópias. Na lista, divulgada na segunda-feira, o álbum superou as vendas somadas do Top 40,  (também com a métrica que combina os números de streaming). O álbum, no entanto, ainda não é o mais vendido do ano no Reino Unido, perdendo para Sour, de Olivia Rodrigo, com 320.000 cópias.

A nova métrica que combina os números de vendas com o streaming, utilizada para eleger os discos mais vendidos foi criada recentemente, mas ainda não há um padrão oficial. A mais aceita até o momento é a métrica utilizada pela revista Billboard, que considera 1.250 reproduções de músicas de determinado artista, ouvidas ou baixadas nas plataformas de streaming pagas, são equivalentes a um disco vendido.

Além dos números de vendas de discos, a cantora também ocupa também os 1º, 2º e 3º lugares da parada de singles no Reino Unido, com as músicas Easy On Me, Oh My God e My Little Love, respectivamente. Apenas Justin Bieber havia conseguido façanha semelhante no país, em 2016.

Continua após a publicidade

Publicidade