Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Após grosseria, Beyoncé é vetada em pirâmides do Egito

A cantora teria dado um chá de cadeira no arqueólogo Zahi Hawass, que a acompanharia em ensaio fotográfico no local, e se negado a pedir desculpas

Por Da Redação 28 nov 2013, 14h45

Beyoncé foi impedida de visitar as pirâmides do Egito pelo arqueólogo Zahi Hawass devido ao seu comportamento grosseiro. A cantora pretendia fazer um ensaio fotográfico pelas tradicionais pirâmides locais, que visitaria acompanhada pelo arqueólogo, mas se atrasou para o compromisso, deixando Hawass esperando por horas. “Eu disse, ‘Você tem que se desculpar pelo atraso’, mas ela sequer abriu a boca”, contou o arqueólogo, indignado, ao site do jornal britânico The Independent.

LEIA TAMBÉM:

Casamento de Beyoncé e Jay Z está em crise, diz site

Beyoncé e Jay-Z lideram lista dos casais mais rentáveis

Além disso, o arqueólogo acabou se desentendendo com o fotógrafo levado pela artista, que também teria sido rude. “Quando o meu fotógrafo começou a clicar, ele disse, ‘Pare, sou eu que dou as ordens aqui, não você’. Então, eu disse, ‘Como você quase bateu no meu fotógrafo e não é educado, está fora. Não vou lhe dar o privilégio de levá-los no meu passeio”, contou o arqueólogo, que ainda chamou Beyoncé de “estúpida”, para mostrar que também não é o supra-sumo da educação.

“A maioria das pessoas que eu levo nos passeios é muito simpática e nós acabamos nos tornando amigos, mas essa mulher…”, disse Zahi Hawass, o arqueólogo mais famoso do país, conhecido também como “Indiana Jones egípcio”.

Continua após a publicidade
Publicidade