Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Após escândalo, filme da Fifa fracassa em bilheteria nos EUA

‘United Passions’ narra a história do nascimento da federação e o trabalho de seus presidentes ao longo dos anos

Por Da Redação 8 jun 2015, 12h19

United Passions, filme de ficção financiado pela Fifa, foi mal recebido pelo mercado cinematográfico americano. Segundo o site da revista The Hollywood Reporter, o longa, que narra a história do nascimento da federação e acompanha os dramas de seus presidentes, teve um lançamento limitado em dez cinemas no país neste fim de semana e arrecadou apenas 607 dólares em bilheteria – uma das salas reportou ter vendido apenas um ingresso no período. A produção também foi lançada em plataformas online, porém números de venda e aluguel ainda não foram divulgados.

Dirigido e escrito pelo diretor francês Frederic Auburtin, o filme não poderia ter estreado em pior momento. Como sugere a revista, a má recepção estaria ligada ao atual escândalo de corrupção que envolve o grupo e seus líderes. A produção traz os atores Gérard Depardieu, no papel de Jules Rimet, Sam Neill como João Havelange e Tim Roth na pele de Joseph Blatter.

Leia também:

Blatter combinou suborno de US$ 10 mi com África do Sul, diz jornal

Rússia e Catar podem perder a Copa, admite auditor da Fifa

No topo do ranking das bilheterias americanas ficou a comédia A Espião que Sabia de Menos, protagonizado por Melissa McCarthy, com 30 milhões de dólares em renda. O filme pastelão que também conta com Jude Law no elenco derrubou a superprodução Terremoto, que fez 26,4 milhões no mesmo período e contabiliza, após duas semanas em cartaz em diversos países, 152 milhões de dólares em bilheteria global.

Já no Brasil, Terremoto se mantém no primeiro lugar do ranking, após derrubar na semana passada Mad Max da liderança. Enquanto a comédia de Melissa se contentou com a sexta posição da lista nacional.

Continua após a publicidade
Publicidade