Clique e assine com até 92% de desconto

Após AVC, pianista Keith Jarrett não vai mais tocar em público

O celebrado músico, conhecido por fundir o jazz com a música clássica, revelou que o lado esquerdo de seu corpo está paralisado

Por Felipe Branco Cruz 22 out 2020, 10h20

Um dos mais celebrados pianistas americanos, Keith Jarrett, 75 anos, não deverá voltar a tocar piano em público. A afirmação do próprio artista foi dada em uma reveladora entrevista nesta quarta-feira, 21, ao jornal The New York Times. Ele disse que sofreu dois AVCs (Acidente Vascular Cerebral) em fevereiro e em maio de 2018. No dia 30, ele lança o álbum Budapest Concert, gravado em uma turnê pela Europa, em 2016.

Jarrett, que começou a carreira profissional ainda na década de 1960, ganhou notoriedade mundial ao fundir no piano o jazz com outros estilos musicais, especialmente com a música clássica, o blues e o gospel. Multi-instrumentista, ele colaborou com Miles Davis, Charles Lloyd e Art Blakey. Em 1980, fundou um trio com o contrabaixista Gary Peacock e o baterista Jack DeJohnette. Um de seus álbuns de maior sucesso é The Köln Concert, de 1975, que vendeu mais de três milhões de cópias, um marco em discos solos de pianistas. Em suas apresentações, Keith parecia entrar em um estado de transe, em que se levantava e se contorcia gemendo ao som das improvisações.

A última vez que Jarrett se apresentou em público foi em 2017, no Carnegie Hall, em Nova York. Ele tinha uma apresentação marcada para março ode 2018, mas cancelou alegando problemas de saúde. Hoje, sabe-se que o motivo foi o AVC. Ao jornal, o pianista disse que o lado esquerdo de seu corpo está paralisado. “Consigo andar de bengala, mas isso levou muito tempo. Um ano ou mais. Não ando muito pela casa, na verdade”, disse. O artista contou ainda que se sente frustrado quando ouve o som do piano. “Até Schubert ou algo assim suave, é demais para mim. Porque eu sei que não consigo tocar aquilo. Minha maior esperança é recuperar a habilidade de segurar uma xícara com a mão esquerda.”

 

Continua após a publicidade
Publicidade