Clique e assine a partir de 9,90/mês

Anitta diz que homens têm medo dela e assume Lewis Hamilton como ex-affair

A cantora afirma que não liga para os constantes casos que atribuem à ela: "Se eu me importasse com tudo o que dizem de mim, não viveria"

Por Sofia Cerqueira - Atualizado em 24 jan 2020, 18h50 - Publicado em 24 jan 2020, 18h46

Oficialmente solteira desde o término do namoro com o surfista Pedro Scooby, em setembro do ano passado, o furacão Anitta não pensa duas vezes quando está interessada em alguém: toma a iniciativa mesmo. “Os homens têm medo de mim e também preconceito. É uma mistura das duas coisas”, afirma. Mas há exceções. A cantora conta que normalmente só é cantada por pessoas que não sabem quem é ela, em geral “gringos” que a conhecem em suas idas ao Estamos Unidos rumo a carreira internacional. Sobre o fato de já ter declarado que no Brasil não tem um candidato a sua altura, ela se apressa em consertar: “Não foi exatamente isso que eu falei, pelo amor de Deus! Na verdade, quando comentei isso estava zoando. Pode ter sim, não vamos fechar essa porta aí não”, diz, rindo.

Não é segredo que a rainha do funk, de 26 anos e dez de carreira, acumula uma extensa lista de affairs que não para de crescer. Entre alguns famosos que apontados como seus ex-casos estão o jogador Neymar, o surfista Gabriel Medina, o sertanejo Luan Santana, o ator André Marques e o cantor e compositor colombiano Maluma. Agora, depois de um rápido romance com o modelo Caio Cabral, o vocalista da banda Scalene, Gustavo Bertoni, é tido como o seu novo par. Os dois estariam se divertindo e se conhecendo melhor. Há poucos dias, durante uma live de Anitta no Instagram, o nome dele acabou aparecendo na tela e ao se dar conta que Bertoni estava de olho na transmissão, mandou um recado: “Oi, tudo bem! Vamos olhar seu WhatsApp, querido”.

Quando a questionam sobre a tão numerosa quanto rumorosa relação de exs, Anitta diz que não liga para os comentários. “Se eu me importasse com tudo o que dizem de mim, não viveria. Estou solteira e sempre vou ter alguém. Para casar eu preciso procurar, testar, né, não?”, argumenta. Sobre a experiência de vida a dois, no caso, com o empresário carioca Thiago Magalhães, com quem ficou junto de novembro de 2017 a setembro do ano seguinte, a cantora afirma que não chegou a ser um casamento. “Casada, casada, não fui. Morei junto. Na verdade, estava viajando tanto que parava em cada apenas uns quatro dias por mês. Não tive muito como saber essa experiência de fato”, limita-se a dizer.

A poderosa também não nega que teve um relacionamento com o piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton, que teria ocorrido em 2017. “Nossa, namoro é uma coisa muito forte. Mas… Não gosto de falar de situações que envolvem outras pessoas, a menos que tenha sido combinado antes”, declara. Este ano, ela ainda provocou um grande alvoroço ao se declarar bissexual e, pouco depois, assumir que “curtia” a bailarina da sua equipe Ohana Lefundes. “Demorei a falar sobre o assunto porque tinha medo de que fossem sensacionalizar, dizer que estava querendo aparecer ou promover a minha carreira. Isso nunca foi segredo para a minha família”, afirma.

Quanto ao futuro, Anitta diz que só tem duas certezas: quer casar e ter filhos. “É um projeto mais para frente. Eu quero ter filho, cuidar dele, limpar a bunda…”, entusiasma-se. Pela agenda da funkeira, o projeto matrimonial vai ter mesmo que ficar um pouquinho para frente. Este ano, além das escapulidas para Aspen, nos Estados Unidos, seu lugar de lazer preferido, das agendas de shows, da participação como atriz na novela da Globo Amor de Mãe, do Bloco da Poderosa no Carnaval, ela pretende dar o passo mais ousado na carreira internacional e lançar um disco só em inglês. O show da poderosa, afinal, não pode parar.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade