Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ancine libera R$ 8,5 milhões para auxiliar pequenas exibidoras de cinema

Verba será destinada para empresas administradoras de até 30 salas

Por Da Redação Atualizado em 12 ago 2020, 19h20 - Publicado em 12 ago 2020, 18h53

A Agência Nacional do Cinema (Ancine) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) vão liberar 8,5 milhões de reais para socorrer os pequenos exibidores, valor que deverá ser destinados a 172 empresas que administram até 30 salas de exibição cada. Segundo a Ancine, o setor gera cerca de 65.000 postos de trabalho direto.

Com as salas de cinemas fechadas ao redor do mundo, a indústria cinematográfica tem sido uma das mais afetadas pela crise causada pela pandemia do novo coronavírus. Dentro deste grupo, as empresas exibidoras, ponta final do setor, que depende diretamente do ingresso do público, estão entre as que mais sofreram, quando comparadas, por exemplo, aos grandes estúdios e produtoras, que ainda têm títulos guardados a serem lançados, e profissionais que podem buscar (ainda que escassos) trabalhos na TV ou no streaming.

ASSINE VEJA

A nova Guerra Fria Na edição desta semana: como a disputa entre Estados Unidos e China pode ser vantajosa para o Brasil. E mais: ‘Estou vivendo o inferno’, diz Marcelo Odebrecht
Clique e Assine

A verba faz parte do Programa Especial de Apoio ao Pequeno Exibidor (Peape) e vem do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), voltado para incentivar a cadeia produtiva do audiovisual brasileiro, e será destinada para o pagamento de funcionários, terceiros, fornecedores e demais despesas relacionadas à manutenção das salas de exibição. As 172 empresas que serão auxiliadas administram no total 533 salas e 252 complexos de cinema.

(Com informações da Agência Brasil)

  • Continua após a publicidade
    Publicidade