Clique e assine com até 92% de desconto

Ai Weiwei critica segurança alimentar na China em obra

Em sua mais nova criação, o artista chinês utilizou mais de 1815 latas de leite em pó para relembrar caso de contaminação do alimento

Por Da Redação 17 Maio 2013, 10h34

O artista dissidente chinês Ai Weiwei criou uma obra composta de mais de 1800 latas de leite em pó para denunciar os problemas de segurança alimentar na China. Os escândalos vinculados à indústria alimentar são numerosos no país.

Leia também:

Ai Weiwei vai lançar disco de heavy metal

“Esta obra trata de vários problemas”, disse o artista sobre Baby Formula 2013 (Leite em pó para bebês 2013). “Um deles é a recente proibição dos habitantes do continente de comprar leite em pó em Hong Kong e levar para casa, e a pergunta é: por que os chineses do continente vão para Hong Kong para comprar leite em pó?”. “Sabemos que no continente a segurança alimentar é um problema grave. Se deve especialmente à falta de controle e à decadência moral da indústria”, disse o artista.

Leia também:

Primeira individual no Brasil mostra Ai Weiwei pessoal e político. E põe político nisso

Em 2008, produtos lácteos foram contaminados com melamina, uma substância que imita a presença de proteínas, o que matou seis bebês e provocou doenças crônicas em outros 300.000. Desde então, a demanda de leite importado na China cresceu de maneira exponencial, provocando escassez em Hong Kong, que foi obrigado a limitar a quantidade de caixas de leite que os turistas podem levar do território. Os chineses podem comprar leite em pó em Hong Kong, mas desde 1 de março a quantidade está limitada a 1,8 quilos por viagem.

Continua após a publicidade
Publicidade