Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

A musa criativa do jazz

A maestrina e compositora Maria Schneider esteve no Brasil em novembro e conversou com Sérgio Martins, crítico de música da revista VEJA

Por Da Redação Atualizado em 10 dez 2018, 10h36 - Publicado em 2 dez 2010, 15h24

A americana Maria Schneider é um dos maiores talentos do jazz contemporâneo. A compositora e maestrina de 50 anos iniciou sua carreira ao lado do maestro canadense Gil Evans, que trabalhou em alguns dos melhores discos de Miles Davis (entre eles, o lendário Miles Ahead, de 1957, e Sketches of Spain, de 1960). Em 1992, Maria criou sua orquestra de jazz, com o que existe de melhor no cenário desse gênero nos Estados Unidos. Seu último lançamento, Sky Blue, de 2007, foi considerado um dos melhores discos de jazz dos últimos anos.

Maria Schneider esteve no Brasil em novembro de 2010, para reger uma orquestra formada por músicos brasileiros. Entre um ensaio e outro, ela recebeu Sérgio Martins, repórter de VEJA, para falar de suas influências (entre elas, muita música brasileira) e sua paixão pelos pássaros. Maria também liberou cenas do ensaio da orquestra, realizado numa escola da zona sul de São Paulo.

Entrevista – Parte 1: Um novo modo de produzir discos

Entrevista – Parte 2: A música faz parte da natureza do brasileiro

Trechos do Ensaio – Parte 1

Trechos do Ensaio – Parte 2

Continua após a publicidade
Publicidade