Clique e assine a partir de 9,90/mês

A força de Da Vinci: recorde no Louvre e mostra prorrogada em SP

Mestre renascentista arrebanhou visitantes, de Paris a São Paulo

Por Raquel Carneiro - 26 fev 2020, 12h53

Leonardo da Vinci mostrou sua força e apelo na histórica exposição do Louvre, em Paris, dedicada aos quinhentos anos de sua morte. Encerrada nesta semana, no dia 24, a mostra Leonardo da Vinci 1452-1519 bateu recorde de maior número de público na história do museu, ao somar 1,07 milhão de visitantes em quatro meses – derrubando do topo do ranking a retrospectiva do francês Delacroix, em 2018, com 540.000 pessoas.

No Brasil, o inventor, pintor e cientista também tem arrastado multidões a um galpão na Zona Norte paulistana, onde o Museu da Imagem e do Som (MIS) abriga, desde 2 de novembro, Leonardo da Vinci — 500 Anos de um Gênio. Vista por 400.000 pessoas, a mostra imersiva conta com réplicas de criações do artista, além de análises de suas obras e telões de alta-resolução, que reproduzem seus quadros. Prevista para fechar em março, a exibição foi prorrogada e ficará aberta até 31 de maio

Ainda em São Paulo, o Pavilhão das Culturas Brasileiras, no Parque Ibirapuera, recebe até 22 de março a mostra com entrada gratuita Da Vinci Experience, com miniaturas de invenções e projeções que analisam detalhes da ampla produção do artista.

Publicidade