Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Segunda temporada de Breeders usa comédia para enfrentar temas sérios

Série do Star+ acompanha casal soterrado pelas solicitações dos filhos pequenos com muito humor, mas sem deixar de lado assuntos como o luto e fracasso

Por Isabela Boscov Atualizado em 6 jan 2022, 19h15 - Publicado em 7 jan 2022, 07h00

Paul (o incomparável Martin Freeman) sempre foi ou pensou ser um sujeito legal. Desde que os filhos Luke e Ava nasceram, no entanto, ele encontrou dentro de si um outro Paul, este furioso, irascível, às vezes leviano ou egoísta — um panaca, enfim, que sua mulher, Ally (Daisy Haggard, uma fofa), compreende e ainda acha razoavelmente adorável porque também ela sabe o que é estar exausta. Com as crianças em idade pré-escolar, trabalho em período integral, as tarefas da casa e pais idosos (os dele) ou folgados (os dela) com que lidar, Paul e Ally são um avatar ora cômico, ora enternecedor, sempre ácido e às vezes dramático de qualquer casal soterrado pela solicitação dos filhos pequenos. Muito boa como comédia, a série é melhor ainda quando sai da rota para enfrentar temas complicados como o luto ou a sensação de que se falhou demais e amou de menos. 

Disponível no Star+

Publicidade