Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Pedro e o Lobo é uma forma lúdica de ensinar música clássica às crianças

Obra do compositor russo Serguei Prokofiev, ela foi popularizada por Walt Disney e será encenada em duas sessões no próximo domingo em São Paulo

Por Sérgio Martins 20 set 2019, 11h36
Cartaz do espetáculo Pedro e o Lobo Divulgação/Divulgação

Pedro e o Lobo foi uma encomenda de Natalya Sats (1903-1993), diretora de um teatro infantil de Moscou, para Serguei Prokofiev (1891-1953). Basicamente, ela queria que o compositor criasse uma peça sinfônica que apresentasse os instrumentos de uma orquestra para as crianças. Prokofiev fez ainda melhor: a partir da história de Pedro, um jovem caçador que captura um lobo feroz, ele escreveu uma obra-prima, na qual os personagens são apresentados por um instrumento específico. A “voz” de Pedro é representada pelas cordas, o lobo é “interpretado” pelas trompas e assim por diante. Pedro e e Lobo estreou em 1936 e ganhou ainda mais popularidade dez anos depois, quando foi adaptada para o cinema pelos estúdios de Walt Disney. Hoje existem diversas gravações para a peça, nas quais a narração fica a cargo de celebridades como David Bowie, Sting e até Roberto Carlos. Pedro & o Lobo será encenada neste domingo, às 11h e às 16h no Auditório Moise Safra, em São Paulo (Avenida Albert Einstein, 627, Morumbi; ingressos no site https://www.sympla.com.br/pedro-e-o-lobo-internacional__626125), a cargo da Orquestra Sinfônica de Concépcion, do Chile, sob a regência do maestro brasileiro Ricardo Calderoni. A narração é de Fernando Patao, que recentemente brilhou na versão paulistana do musical Pippin’.  “Este ano diversos grupos sinfônicos internacionais têm colocado Prokofiev em sua programação”, sinaliza Calderoni. Mais do que simplesmente executar a criação de Prokofiev, o grupo irá apresentar um espetáculo lúdico, com participação do balé Promenade um final politicamente correto, no qual o lobo passa a conviver pacificamente com os outros animais ao invés de ser estraçalhado pelos caçadores. A renda do espetáculo será revertida para um departamento beneficente do Hospital Albert Einstein.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês