Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Elza Soares e rapper Renegado dedicam canção a Rebeca Andrade

'Cantei a pleno pulmões', diz a cantora de 91 anos sobre 'Black Power', single lançado logo após sua saída do hospital

Por Felipe Branco Cruz Atualizado em 6 ago 2021, 11h57 - Publicado em 6 ago 2021, 08h00

Aos 91 anos, a cantora Elza Soares não dá a menor indicação de que irá diminuir o ritmo de trabalho. Depois de ter sido internada recentemente para exames de rotina, a artista voltou aos estúdios para gravar seu novo álbum de inéditas, previsto para ser lançado ainda em 2021. Enquanto o disco não sai, ela divulgou nesta sexta-feira, 6, a participação especial no single Black Power (escute aqui), do rapper mineiro Renegado, de 29 anos. “Cantei a pleno pulmões, com toda a minha força, meu amor, minha raiva. Com tudo que eu queria passar com a minha voz nessa música”, disse Elza.

A faixa, uma mistura de rap e trap com samba, foi dedicada pelos dois artistas aos medalhistas olímpicos brasileiros, especialmente a jovem Rebeca Andrade, medalha de ouro na ginástica artística. O outro objetivo da faixa é reforçar a luta contra o preconceito e o racismo estrutural. Na letra, Elza canta: “Deixa a menina correr / Deixa a menina brilhar / Deixa a menina viver / Deixa a menina sonhar”. Segundo eles, a música nasceu como um protesto amoroso diante do flagelo social enfrentado por meninos e meninas negros durante a pandemia.

Essa é a terceira colaboração que Elza faz com Renegado. As outras foram Negão Negra e o clássico de Gilberto Gil e Caetano Veloso, Divino Maravilhoso, para a trilha da novela Amor e Sorte, da Globo. Com produção de Umberto Tavares, a faixa integrará o novo álbum do rapper, 1221. “Tenho a honra de chamá-la de madrinha”, disse Renegado. “Black Power é sobre amor, sobre lutar por nossos direitos, é sobre celebrar nossa gente, nossa cor, nossa resistência, nosso Black Power”, completou ele.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)