Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

‘A História de Shuggie Bain’ é peculiar mergulho na relação de mãe e filho

Com cores autobiográficas, o livro, vencedor do Booker Prize, marca a vigorosa estreia de Douglar Stuart na literatura

Por Raquel Carneiro Atualizado em 10 dez 2021, 16h52 - Publicado em 3 dez 2021, 18h27
A HISTÓRIA DE SHUGGIE BAIN, de Douglas Stuart (tradução de Débora Landsberg, Intrínseca, 528 páginas, 79,90 reais e 54,90 em e-book) -
A HISTÓRIA DE SHUGGIE BAIN, de Douglas Stuart (tradução de Débora Landsberg, Intrínseca, 528 páginas, 79,90 reais e 54,90 em e-book) – ./.

Assim como tantas outras crianças afetadas pela pobreza ao redor do mundo, Shuggie é obrigado a amadurecer rápido demais. Vivendo em Glasgow, na Escócia, nos anos 1980, ele enfrenta a escassez do período de políticas austeras de Margaret Thatcher em uma família desfeita: o pai o abandonou, os dois irmãos mais velhos também. Restaram ele e a mãe, Agnes, uma mulher instável que se divide entre o amor pelo filho e o vício no álcool. Shuggie se vê responsável pelos cuidados da mãe, mas ela não consegue protegê-lo enquanto ele cresce e se descobre gay. Pintado com cores autobiográficas, o livro, vencedor do Booker Prize, marca a vigorosa estreia de Stuart na literatura. Criado em um arranjo familiar parecido, o autor vai além do caos da pobreza e olha com delicadeza e intimidade para a relação única entre mãe e filho.

VEJA RECOMENDA | Conheça a lista dos livros mais vendidos da revista e nossas indicações especiais para você.

Publicidade