Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
VEJA Gente Por Valmir Moratelli Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios

Gregório Duvivier e Ciro Gomes trocam farpas na live do pré-candidato

Encontro entre os dois, que vinham se estranhando nas redes sociais, aconteceu na noite desta sexta-feira, 20

Por Valmir Moratelli Atualizado em 30 Maio 2022, 12h06 - Publicado em 20 Maio 2022, 19h07

Pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes (PDT) resolveu convidar o humorista Gregório Duvivier para uma conversa franca e direta numa live que abre o que ele chamou de “Ciro Games”. O encontro aconteceu nesta sexta-feira, 20. Eles vinham se estranhando desde que Ciro o comparou ao presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. Depois, Ciro anunciou em suas redes sociais que o encontro entre eles se daria na terça 17. Mas logo em seguida Gregório desmentiu: Pessoal, toda terça-feira gravo Greg News. Há cinco anos. Acho legal o convite do Ciro, mas eu trabalho”, disse.

No encontro enfim realizado, Ciro já começou contextualizando a proposta da conversa: “Ele fez uma análise dupla, crítica, bem-humorada (no programa dele), que a gente só tem que aplaudir. Ele também atravessou uma linha política perigosa em tempos de Bolsonaro. Aparentemente ele aceitou o que o PT pede, que todo mundo deve colocar a mão no nariz e esquecer tudo que já foi feito”.

Gregório já começou respondendo: “Primeiro erro factual seu, eu nunca disse que você deve abandonar a candidatura. E eu nunca disse que tem que votar no Lula, segundo erro”. Depois foi para o atraque: “Você disse que eu cometi fake news, mas isso é muito perigoso, Ciro. Chamar aquilo de mentiras é muito ruim. Porque essa palavra é um conceito político que você sabe bem.(…) Uma das suas tarefas como líder, era importante não inflamá-la. Eu não acho certo chamar de fake news o que eu falo. Não fui eu quem disse que você ganhou um carro”.

Ciro o interrompeu em seguida: “Por que minha candidatura é um erro à democracia?”. O humorista então respondeu que não disse isso, que foi mal interpretado. “Eu só pedi que você retirasse sua candidatura. Uma coisa não tem nada a ver com outra.” As farpas continuaram quando Gregório pediu para ter tempo de fala, e não ser interrompido: “Você fez acusações muito levianas sobre o programa. Acusou a gente de mentiras. E tá tudo com fonte, checado, com fontes fidedignas”, disse ele, negando ter chamado o pré-candidato de “coronel”, como ele vinha o acusando. “Você me acusa de racista, me chama de baixinho e maconheiro”.

Mais uma vez foi interrompido: “Isso não aconteceu, Gregório. Isso é mentira! Não coloque a palavra na minha boca. Vai ficar feio para você”, disse Ciro. “Posso falar? Posso ler o que você falou? Isso não é um debate de ideias?”, respondeu Gregório.

Até o Cabo Daciolo, que agora apoia Ciro, foi mencionado. “Ele disse que o homossexual estava no mesmo nível do corrupto. Essa frase é homofóbica, acho que você vai concordar”, disse Gregório. Ciro desconversou e voltou a falar de pesquisas que estão com números equivocados. “Eu ganho do Bolsonaro, sim! Você está tomado de mágoas… Eu aguento.

O nível desceu mais quando Ciro propôs que Gregório fosse debater com Lula. Recebeu como resposta: “Lula não tem tempo para debater com um humorista numa sexta-feira. Ele casou e deve tá transando”.

Pré-candidato à presidência da República, Ciro Gomes (PDT) e o humorista Gregório Duvivier
O pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes (PDT), e o humorista Gregório Duvivier Reprodução/Youtube
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)