Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Gente Por Cleo Guimarães Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios

Dez curiosidades sobre o excêntrico Jack Dorsey, agora ex-CEO do Twitter

Massagista profissional, adepto da meditação e ex-ilustrador botânico, o cofundador da gigante da tecnologia tem 45 anos e deixou o cargo nesta segunda (29)

Por Cleo Guimarães 30 nov 2021, 12h31

Os rumores se confirmaram e o Twitter anunciou nesta segunda (29) a saída do CEO e cofundador Jack Dorsey, de 45 anos, do cargo. A notícia foi confirmada por ele em um post no qual afirmou que a decisão de deixar o posto foi sua, e disse ainda que está “muito triste… e, mesmo assim, muito feliz”. É uma declaração fora dos padrões, assim como o seu autor, que se destaca por suas excentricidades mesmo entre os muitos gênios excêntricos do Vale do Silício, como Elon Musk, Mark Zuckerberg e Steve Wozniak. Algumas curiosidades sobre Dorsey, dono de um patrimônio de 11 bilhões de dólares, segundo a Forbes:

– Enquanto ainda estudava Ciência e Tecnologia no Missouri, estado americano onde nasceu, Jack hackeou o site de uma empresa de entregas  de Nova York e escreveu ao presidente, contando seu feito. Recebeu imediatamente uma oferta de emprego e mudou-se para a cidade;

– Faltando um semestre para graduar-se na prestigiada New York University, decidiu abandonar a faculdade;

– Ao sentir dores nas mãos de tanto desenhar (ele estudou ilustração botânica), resolveu fazer um curso de massoterapia. Este ele foi até o fim, e até hoje  exibe seu diploma de massagista profissional com orgulho;

– Jack já foi vegano, seguiu a dieta paleolítica e atualmente é adepto do jejum intermitente e faz uma única refeição por dia: o jantar. Pela manhã, toma um copo do que chama de “Salt juice”, uma mistura de água, sal do Himalaia e limões espremidos;

– Ele costuma viajar para meditar e passou dez dias em silêncio, num retiro, em Mianmar. Ao voltar, publicou um post em que definiu o país como “absolutamente lindo, com pessoas cheias de alegria e comida incrível”;

Continua após a publicidade

-A sua aparente ignorância sobre as violações dos direitos humanos no país asiático pegou mal nas redes, e Dorsey foi duramente repreendido, também no Twitter, por Andrew Stroehlein, diretor da Human Rights Watch: “Você se esquece de mencionar que está em um país onde os militares cometeram assassinatos e estupros em massa, forçando centenas de milhares a fugir, em um dos maiores desastres humanitários da atualidade”;

– Adepto do calor e frio extremos, Dorsey toma banhos de gelo intercalados com alguns minutos em sua sauna particular diariamente;

– Ele prefere trabalhar em casa sob luz infravermelha, o que supostamente aliviaria o estresse;

– Livros físicos? Não gosta. Não lê. Se ganhar um de presente, repassa para alguém e baixa a versão digital (caso tenha interesse);

– Dorsey só descobriu o que era uma mensagem de texto em 2005, quando uma moça em quem estava interessado pediu a ele que mandasse um SMS ao invés de telefonar;

– Até então uma de suas estratégias de aproximação e galanteio era presentear as pretendentes com origamis que ele mesmo fez.

* Jack decidiu se dedicar a partir de agora à filantropia e à Square, empresa mediadora de pagamentos com investimentos em criptomoedas. Seu cargo no Twitter será ocupado pelo diretor de tecnologia Parag Agrawal.

Continua após a publicidade

Publicidade