Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

VEJA Gente Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Valmir Moratelli
Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios
Continua após publicidade

A certeira crítica de Luciano Huck à fala de Bolsonaro sobre pedofilia

O apresentador alfinetou o candidato à reeleição

Por Gustavo Silva
Atualizado em 16 out 2022, 16h11 - Publicado em 16 out 2022, 16h10

“Não existe ‘pintar um clima’. Exploração sexual infantil é um tema que não pode ser tratado com normalidade, nem empurrado pra debaixo do tapete”. Foi assim, em tom indignado, que o apresentador Luciano Huck fez uma clara referência a Jair Bolsonaro (PL) que, em entrevista na sexta-feira, 14, disse ter “pintado um clima” com meninas venezuelanas de 14 anos em Brasília, as quais insinuava serem vítimas de exploração sexual. “Pra quem realmente se importa com o futuro das nossas crianças e adolescentes, para além desse momento eleitoral, procure saber a gravidade da situação e não feche os olhos”, enfatizou o apresentador do Domingão com Huck.

Durante participação em um podcast na sexta-feira, 14,  Jair Bolsonaro afirmou que “pintou um clima” com uma menina venezuelana de 14 anos. O comentário vem gerando críticas nas redes sociais. Ele disse: “Eu estava em Brasília, na comunidade de São Sebastião. Parei a moto numa esquina, tirei o capacete e vi umas menininhas, três, quatro, bonitas, de 14, 15 anos, arrumadinhas no sábado. Vi que elas eram meio parecidas. Pintou um clima, eu voltei. ‘Posso entrar na sua casa?’. Eu entrei. Tinha umas 15, 20 meninas sábado de manhã, se arrumando. Todas venezuelanas. Eu pergunto: meninas bonitinhas se arrumando no sábado pra quê?”, disse.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.