Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Nova Temporada Por Fernanda Furquim Este é um espaço dedicado às séries e minisséries produzidas para a televisão. Traz informações, comentários e curiosidades sobre produções de todas as épocas.

Morre Tony Musante, ator de ‘Toma’ e ‘Oz’

Ator das séries Toma e Oz, Tony Musante faleceu no dia 26 de novembro, aos 77 anos de idade, vítima de hemorragia. Musante recuperava-se de uma cirurgia, segundo informou o New York Times. Anthony Peter Musante Jr. nasceu no dia 30 de junho de 1936 em Connecticut. Filho de uma professora e um contador, Musante trabalhou como […]

Por Fernanda Furquim Atualizado em 1 dez 2016, 14h03 - Publicado em 28 nov 2013, 10h16

Tony MusanteAtor das séries Toma e OzTony Musante faleceu no dia 26 de novembro, aos 77 anos de idade, vítima de hemorragia. Musante recuperava-se de uma cirurgia, segundo informou o New York Times.

Anthony Peter Musante Jr. nasceu no dia 30 de junho de 1936 em Connecticut. Filho de uma professora e um contador, Musante trabalhou como professor em uma escola. No final da década de 1950, ele decidiu trocar de carreira.

Musante começou como assistente de palco em montagens off-Broadway antes de iniciar sua carreira de ator. Depois de integrar o elenco de algumas peças, Musante começou a fazer participações em episódios de séries e teleteatros produzidos para a TV.

Ao longo de sua carreira, ele foi visto em episódios de Alfred Hitchcock Hour, The Trials of O’Brien, O Fugitivo, Marcus Welby, Centro Médico, Os Novos Centuriões/Police Story, Arquivo Confidencial/The Rockford Files, The Equalizer e Acapulco H.E.A.T., entre outros.

Em 1972, a ABC encomendou a produção da primeira temporada de Toma, série criada por Roy Huggins (O Fugitivo) e produzida por Stephen J. Cannell. Inspirada na vida do detetive David Toma, a série acompanhava seu trabalho de investigação em Newark, Nova Jersey. Conhecido como o mestre dos disfarces, Toma trabalhava infiltrado no mundo do crime ou em ambientes onde havia suspeitas de atividades criminosas.

Musante em 2009 (Foto: Getty)

Musante em 2009 (Foto: Getty)

Para interpretar o personagem, Huggins convidou Musante, que na época estava construindo uma carreira cinematográfica. Após muita insistência por parte dos produtores, o ator acabou aceitando estrelar a série, mas se recusou a assinar um contrato de cinco anos.

Musante aceitou interpretar David Toma com uma condição: que fosse por uma única temporada, a não ser que os produtores mudassem o formato, transformando-a em uma série com episódios de 90 minutos, tal como Columbo, que ia ao ar uma vez por mês. Acreditando que Musante mudaria de ideia caso a série se tornasse um sucesso, os produtores concordaram.

Produzida entre 1973 e 1974, Toma foi uma série policial que trabalhou os conflitos vividos pelo detetive, que se dividia entre o mundo da lei e do crime. Apresentando cenas consideradas muito violentas para a época, Toma teve 23 episódios produzidos, já somando o telefilme piloto.

Conseguindo enfrentar a concorrência de Os Waltons, a série foi renovada pela ABC, que manteve o formato de episódios semanais com uma hora de duração. Fiel à sua palavra, Musante se recusou a renovar seu contrato, deixando o elenco de Toma para seguir em frente com sua carreira no cinema e no teatro.

Continua após a publicidade

A ABC decidiu manter a produção da série, o que levou os produtores a convidarem o ator Robert Blake para substituir Musante. Blake se recusou a interpretar um personagem que já tinha sido construído e estabelecido por outro ator.

Simon Oackland e Musante em 'Toma' (Foto: ABC/Arquivo)

Simon Oakland e Musante em ‘Toma’ (Foto: ABC/Arquivo)

Assim, Huggins reformulou a série. Acrescentando elementos cômicos e suavizando as cenas de violência, Huggins transformou David Toma em Tony Baretta, um detetive da polícia de Nova Iorque que utiliza diversos disfarces para realizar seu trabalho. Com o título de Baretta, a série reestreou em 1975, ficando no ar por quatro temporadas.

Musante voltaria a integrar o elenco de uma série em 1997, quando interpretou Antonio Schibetta em Oz, produção da HBO. Mais conhecido como Nino, Schibetta era um chefe da máfia e líder do grupo de italianos na prisão Emerald City.

O ator não chegou a se tornar um nome de grande sucesso mas, segundo sua esposa ao New York Times, ele nunca se arrependeu de ter deixado a série Toma. Ao longo de sua vida, Musante trabalhou em uma boa variedade de produções, tanto no cinema quanto no teatro, que teriam lhe proporcionado a satisfação profissional que ele buscava.

Em 1962, Musante se casou com a escritora Jane Sparkes, com quem ainda vivia. Não há informações de que o casal tenha tido filhos.

Cliquem nas fotos para ampliar.

No vídeo, um episódio de Toma na íntegra.

MusanteOz

Musante em ‘Oz’ (Foto: HBO/Arquivo)

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=gesgPwYUrLA&w=620&h=330%5D

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês