Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Nova Temporada Por Fernanda Furquim Este é um espaço dedicado às séries e minisséries produzidas para a televisão. Traz informações, comentários e curiosidades sobre produções de todas as épocas.

AMC Prepara Série de Faroeste

O canal que lançou “Mad Men” e “Breaking Bad” já tem em sua nova safra uma série de terror (The Walking Dead) e uma de espionagem (Rubicon). Agora, entre os novos projetos em desenvolvimento para o canal, entra na lista uma produção de faroeste. Em parceria com a E1 Entertainment e a Endemol, o canal  […]

Por Fernanda Furquim Atualizado em 1 dez 2016, 15h29 - Publicado em 6 jul 2010, 17h00

O canal que lançou “Mad Men” e “Breaking Bad” já tem em sua nova safra uma série de terror (The Walking Dead) e uma de espionagem (Rubicon). Agora, entre os novos projetos em desenvolvimento para o canal, entra na lista uma produção de faroeste.

Em parceria com a E1 Entertainment e a Endemol, o canal  anunciou a encomenda do piloto de “Hell On Wheels“, um faroeste situado no período pós- Guerra Civil, girando em torno da construção de uma ferrovia transcontinental. Criada por Joe e Tony Gayton, com direção de David Von Anchen (Californication), as filmagens do episódio piloto terão início em agosto em Alberta, Canadá.

O ponto de partida da série é o soldado confederado Cullen Bohannan que, em busca de uma vingança pessoal, chega às instalações da Union Pacific Railroad. A empresa construiu uma das rodovias transcontinentais americanas, no período entre 1863 e 1869, saindo de Chicago, passando pelo Missouri, chegando próximo ao Oceano Pacífico.

A série tem como objetivo explorar o início da industrialização do velho Oeste, bem como apresentar a corrupção que existiu em torno da construção da ferrovia. Como pano de fundo, a história ainda apresentará questões como imigração, especialmente a chinesa, promovida pelo governo para servirem como mão de obra quase escrava.

Continua após a publicidade

A distribuição da série na Europa ficará por conta da Endemol, enquanto que a E1 ficará com o resto dos países, bem como os direitos para distribuição em DVD, Blu-Ray, VOD (Video on Demand) e outras mídias.

O projeto está em desenvolvimento pela Endemol há dois anos, mas somente agora com o envolvimento do AMC e da E1 Entertainment é que  ganhou a encomenda de um piloto.

Desde a produção de “Lonesome Dove” nos anos 90, que teve início como minissérie e depois foi transformada em série, os faroestes televisivos vêm ganhando uma abordagem mais realista. O gênero dominou boa parte dos anos 50 e início dos anos 60, tendo entre seus principais representantes séries como “Gunsmoke“, “Bonanza“, “O Paladino da Justiça”, “Maverick”, “Chaparral” e outros.

Apesar de serem utilizados como escapes para a narração de temas do tempo presente (tal qual a ficção científica), os faroestes também passavam por censura ao abordar temas tabus.  Um dos principais exemplos desse tipo de censura é a forma como Miss Kitty, de “Gunsmoke”, foi retratada na TV. Sendo uma prostituta na versão original do rádio, a personagem teve seu papel na série suavizado, restando de sua verdadeira identidade apenas suas vestimentas. Na série de TV ela era tratada quase que com o mesmo respeito que as ‘damas da sociedade’ e as ‘mães de família’.

Por volta dos anos 70, o  gênero faroeste caiu na preferência do público, muito embora nesse período tenham surgido as minisséries, formato no qual foram produzidos alguns faroestes históricos, entre eles “Centennial”, que narra a história da colonização do Colorado.  O último sucesso nesse gênero foi “Deadwood”, de David Milch para a HBO entre 2004-2006.

(por: Fernanda Furquim)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)