Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Tela Plana

Por Kelly Miyashiro
Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming
Continua após publicidade

‘Stranger Things’: a batalha épica que domina final da temporada

Em tom mais sombrio, fenômeno da Netflix encerrou quarta temporada respondendo perguntas dos fãs e dando pistas sobre o que esperar para o futuro da série

Por Marcelo Canquerino Atualizado em 1 jul 2022, 15h15 - Publicado em 1 jul 2022, 15h11

ATENÇÃO: o texto a seguir contém SPOILERS sobre o final da temporada de Stranger Things.

Com os olhos brancos, revirando, e imersa em um transe assustador, Nancy (Natalia Dyer) cai nas garras do vilão Vecna e descobre que o monstro do Mundo Invertido tem planos muito maiores do que simplesmente matar brutalmente jovens atormentados. Agora, com um perigo real assolando a nem tão pacata Hawkins, a jovem e seu grupo de amigos se veem obrigados a enfrentar de cara os terrores da outra dimensão em uma batalha épica que decidirá o futuro da cidade. Com ar de produção cinematográfica potente, o volume 2 da quarta temporada de Stranger Things, que chegou à Netflix nesta sexta-feira, 1, aposta em sequências de alta octanagem para encerrar ciclos e encaminhar a série até seu tão aguardado desfecho. 

Ao longo de dois episódios que somam mais de 3 horas, os irmãos Duffer, criadores da série, esclarecem alguns dos mistérios que rondam o Mundo Invertido, especialmente a ligação da origem do lugar com Vecna. Dono de um visual saído de pesadelos, o monstro desafia os poderes de Eleven (Millie Bobby Brown) em níveis que deixam os dois em pé de igualdade. Outro importante detalhe elucidado pelos novos capítulos diz respeito ao Dr. Martin Brenner (Matthew Modine), mais conhecido como Papa, e seu caráter dúbio. Pintado como vilão desde a primeira temporada, o cientista finalmente mostrou seu lado da história após ser confrontado pela “filha”.

Continua após a publicidade

O temor do público sobre o destino de vários personagens era justificado. Durante entrevistas, Matt e Ross Duffer já haviam alertado que ninguém estaria seguro. Aproveitando o fato de que dessa vez nem os mocinhos estão livres, os episódios finais fazem da batalha contra Vecna palco para momentos emocionantes. Vale lembrar que, além dos efeitos visuais que saltam o olhar, a produção aposta novamente na música e além de recuperar Running Up That Hill, de Kate Bush, que voltou as paradas musicais graças a um empurrãozinho da série, coloca Eddie Munson (Joseph Quinn), o roqueiro acusado de satanismo, para protagonizar uma cena eletrizante ao som de Master of Puppets, do Metallica. 

Prevista para ser encerrada na quinta temporada, Strange Things prova com seus novos episódios por que a produção ainda se impõe como carro-chefe da Netflix. Ao combinar a nostalgia dos anos 1980 a uma criativa trama de ficção científica, a história — que transcorreu enquanto seus atores passavam da infância à adolescência — saiu do patamar de aventura e adentrou um terreno mais adulto e sombrio. Com a linha tênue que divide o mundo real do Mundo Invertido cada vez mais abalada, resta esperar para descobrir o que Eleven e seus amigos farão para manter a paz em Hawkins.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.