Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Tela Plana Por Blog Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming

Jove de ‘Pantanal’ é o retrato perfeito do ‘esquerdomacho’ brasileiro

Com discurso de amor livre e jeito mimado, personagem de Jesuíta Barbosa se parece com muitos jovens "revolucionários" da atualidade

Por Kelly Miyashiro Atualizado em 30 Maio 2022, 09h09 - Publicado em 26 Maio 2022, 21h00

Rico, mimado, branco, adepto do amor livre com as mulheres, inimigo do estereótipo da masculinidade e cheio de ideais progressistas. A descrição é de Jove, personagem interpretado por Jesuíta Barbosa no remake de Pantanal, da Globo. Para atualizar o papel vivido por Marcos Winter na trama originalmente escrita por Benedito Ruy Barbosa, a novela das 9 não economiza em colocar características típicas de um jovem “esquerdomacho” atual no filho de José Leôncio (Marcos Palmeira) na nova versão.

Com um texto equilibrado e sutil, Bruno Luperi, autor da adaptação, alfineta o bolsonarismo com Tenório (Murilo Benício), ao mesmo tempo em que debocha de comportamentos da esquerda com o amado de Juma (Alanis Guillen). Bem longe do Pantanal da trama, o herdeiro legítimo de José Leôncio passou muitos anos longe do pai, sendo criado pela família de Madeleine (Karine Teles) no Rio de Janeiro, onde estudou em boas escolas e se tornou um jovem moderno.

O “esquerdomacho” é um conceito popular disseminado nas redes sociais para denominar um jovem de esquerda que prega o amor livre, costuma fotografar mulheres nuas para “empoderá-las” e ficar com elas. Ele geralmente tem dinheiro, passa uma imagem de não ser tóxico, machista e muito menos violento, além de apoiar a luta feminista, e cultivar um jeito sensível e intelectual que conquista as mulheres. É como Jove, por exemplo, se comportou ao fugir de qualquer compromisso com Naiara (Victoria Rossetti) e Guta (Julia Dalavia), enquanto tenta “educar” Juma na história.

Ao longo da trama, o personagem de Jesuíta não come carne (o que já mudou) por ser contra os maus-tratos aos animais no agronegócio; namora com Naiara, se envolve com Guta e se apaixona por Juma; prega contra a masculinidade tosca e o machismo; tenta convencer os outros de seus ideais; e vive sustentado pela pensão do pai. O tempo inteiro, o mocinho preza pela liberdade de ser quem quiser, enquanto foge de qualquer tipo de responsabilidade, seja emocional ou financeira.

No capítulo de terça-feira, 24, Mariana (Selma Egrei) teve um embate com o neto. A ricaça em processo de falência ordenou que o filho de Madeleine comece a se preocupar com a herança do pai. Após dizer que não estava preocupado com dinheiro, recebeu uma invertida. “Então, acho bom você procurar um emprego, né? Para pagar suas contas”, disse a avó, sem paciência. A fala foi o suficiente para um pequeno surto do livre Jove, que, diante das opções, milagrosamente retornará à fazenda de Zé Leôncio para se tornar um verdadeiro pantaneiro.

Como na história original, o herdeiro deve preferir se adaptar à vida no campo em meio à pecuária do que se virar sozinho na metrópole carioca. E com o mimado, mais uma vez, Pantanal cumpre sua missão em causar furor nas redes sociais com uma chuva de comentários repreendendo o comportamento controverso do sobrinho de Irma (Camila Morgado).

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)