Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Tela Plana Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Kelly Miyashiro
Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming
Continua após publicidade

Excelente, série ‘O Urso’ põe em xeque o glamour do universo culinário

Com ritmo frenético e filmagem imersiva, a atração expõe a vida como ela é nos bastidores de um restaurante

Por Amanda Capuano
26 nov 2022, 08h00

O relógio na parede é uma espécie de entidade cruel na cozinha do restaurante The Beef, em Chicago. Dividindo um espaço ínfimo e claustrofóbico, os funcionários se acotovelam enquanto observam o avançar dos ponteiros que dita o ritmo intenso de mais um dia de trabalho. A comunicação entre eles é feita aos gritos, competindo com o som do tilintar de panelas e talheres, batedeiras e o chiar do óleo quente preparando os alimentos. “São 76 carnes, 34 frangos, doze batatas fritas e doze purês, agora”, dispara o chef Carmy (Jeremy Allen White), que comanda o local entre a rigidez e a gentileza — e uma dose de desespero.

Sabor: Minha Vida Através Da Comida

Retrato imersivo do dia a dia de uma cozinha profissional, a minissérie O Urso, do Star+, chegou de mansinho e roubou a cena: ela já cavou trincheira entre as melhores produções de 2022. Em oito episódios, ela rompe com o glamour idealizado da gastronomia, dando espaço a uma realidade mais autêntica do que a apresentada pelos populares reality shows culinários. Aqui, a cozinha é protagonista, funcionando como um organismo vivo que acolhe e oprime, na mesma intensidade.

Le Cordon Bleu : Todas as técnicas culinárias

Continua após a publicidade

A imersão realista se deve à identificação e dedicação da equipe com o tema. A série foi criada pelo produtor americano Christopher Storer, que conduziu diversos documentários sobre o universo culinário antes de se dedicar à ficção. Seu melhor amigo de infância, o empresário Christopher Zucchero, vem de uma família tradicional no ramo dos sanduíches de carne italiana de Chicago, o carro-chefe do restaurante da série — o lanche, aliás, explodiu em venda nos dois últimos meses com a exibição do programa nos Estados Unidos pelo canal FX.

A Arte Culinária de Julia Child

É na cozinha do The Beef da vida real, fundado pelo tio e pelo pai de Zucchero, em 1978, que as cenas são gravadas, conferindo a verossimilhança indispensável à trama. No elenco, White, antes de assumir o avental do intenso chef Carmy, diminutivo de Carmem Berzatto, teve aulas no Instituto de Educação Culinária de Los Angeles, e chegou a trabalhar em um restaurante para se habituar ao ambiente.

Continua após a publicidade

A culinária é parte intrínseca da relação familiar da trama principal. Carmy era um chef promissor e comandava um restaurante estrelado em Nova York. Isso até seu irmão se matar e deixar no testamento o The Beef aos seus cuidados. Fora da zona de conforto, o chef precisa aprender a comandar uma equipe que, assim como ele, enfrenta o luto pela perda repentina de seu “comandante”. À medida que a série avança, fica claro que a reconstrução do estabelecimento é também um modo de lidar com as feridas do passado. Resta ao público puxar a cadeira e degustar cada garfada desse prato cinco-estrelas.

Publicado em VEJA de 30 de novembro de 2022, edição nº 2817

CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO PARA COMPRAR

Sabor: Minha Vida Através Da Comida
Sabor: Minha Vida Através Da Comida
Le Cordon Bleu : Todas as técnicas culinárias
Le Cordon Bleu : Todas as técnicas culinárias
A Arte Culinária de Julia Child
A Arte Culinária de Julia Child

*A Editora Abril tem uma parceria com a Amazon, em que recebe uma porcentagem das vendas feitas por meio de seus sites. Isso não altera, de forma alguma, a avaliação realizada pela VEJA sobre os produtos ou serviços em questão, os quais os preços e estoque referem-se ao momento da publicação deste conteúdo.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.