Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Tela Plana Por Blog Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming

Bruno Luperi: “Meu avô não tem ressentimento da Globo”

Neto de Benedito Ruy Barbosa fala sobre a experiência de adaptar a nova versão da novela

Por Kelly Miyashiro, Marcelo Marthe Atualizado em 1 jul 2022, 14h32 - Publicado em 1 jul 2022, 06h00

Herdar a novela de seu avô foi um peso? Recebi esse convite com muita naturalidade, porque cresci ao pé da cama dele, ouvindo as suas histórias, permeado pelo imaginário de suas histórias. Meu avô me deu total apoio e liberdade para que eu fizesse esse trabalho à minha maneira. Ele falava brincando: “Vai com o que Deus te deu e não tem medo”. Foi o que eu fiz. E deu certo.

LEIA TAMBÉM: O que sucesso de ‘Pantanal’ revela sobre o futuro das novelas

Benedito tentou resistir à Globo, diante da mágoa pela rejeição de Pantanal pela emissora no passado? Em nenhum momento meu avô recebeu isso de forma negativa ou tentou resistir ao interesse da Globo. Ele é extremamente grato à emissora, a tudo o que construíram juntos. Tanto que, quando saiu da Globo, o Boni (José Bonifácio de Oliveira, ex-chefão da rede) falou brincando: “Vai lá, quebra a cara e volta”. E meu avô voltou, sem o menor ressentimento, e escreveu grandes sucessos.

Na sua adaptação, alguns temas foram introduzidos a fim de atualizar a história, como ironizar a militância feminista, esquerdista ou direitista. O que quis propor com isso? Na adaptação de Pantanal, quis fazer o mesmo que meu avô fez para o Brasil de 32 anos atrás: apresentar o retrato de uma época da maneira mais transparente e honesta possível, para que o público possa debater e tirar as suas próprias conclusões. Então, é natural que dentro da trama haja personagens mais progressistas, outros mais retrógrados, uns anacrônicos e outros rebeldes.

Como vê a repercussão da novela na internet? Apesar de jovem, não sou muito ativo nas redes sociais. Mas confesso que tem sido prazeroso acompanhar a reação do público no Twitter, no Instagram, através dos memes e das danças no TikTok. Sinto que isso é um indicativo de que a novela caiu no gosto do povo.

Publicado em VEJA de 6 de julho de 2022, edição nº 2796

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)