Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Tela Plana Por Blog Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming

Boicotado, Globo de Ouro 2022 vai anunciar vencedores nas redes sociais

Premiação não terá transmissão na TV e nem no YouTube após ser acusado de corrupção e racismo

Por 7 jan 2022, 11h41

Responsável por abrir a temporada de premiações, o Globo de Ouro de 2022 será atípico. Boicotado por celebridades e cancelado pela emissora NBC, que detém os direitos de transmissão, a 79ª edição da festa será um “evento privado”, diz o comunicado da organização, e anunciará os vencedores no domingo, 9 de janeiro, através das redes sociais.

Segundo a NBC, o Globo de Ouro deve voltar à grade da emissora em 2023, contanto que se submeta a mudanças. A organização do prêmio, feito pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA), foi alvo de diversas acusações nos últimos anos. A começar pelo corpo de membros votantes formado por cerca de 90 pessoas e nenhuma delas negra. O grupo, originalmente, deveria ser de jornalistas que vivem em Los Angeles, mas escrevem sobre cinema para outros países fora dos Estados Unidos, mas, descobriu-se que entre eles estavam atores, produtores e até socialites, e muitos aceitavam brindes e viagens que, depois, rendiam indicações para diversos estúdios.

Um dos casos revelado, por exemplo, apontou que trinta membros do grupo aceitaram uma viagem até Paris e ficaram hospedados em um hotel de luxo para acompanhar as filmagens de Emily em Paris, com tudo pago pela Netflix. No ano seguinte, a série, muito criticada, foi indicada em duas categorias do Globo de Ouro.

Continua após a publicidade

Publicidade