Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Tela Plana

Por Kelly Miyashiro
Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming
Continua após publicidade

A estratégia ácida de Glória Perez para defender ‘Travessia’ dos ‘haters’

Autora da novela das 9 da Globo passou a rebater com ironia os críticos do folhetim nas redes sociais

Por Kelly Miyashiro Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 21 nov 2022, 16h23 - Publicado em 21 nov 2022, 14h20

Autora de Travessia, atual novela das 9 da Globo, Glória Perez adotou uma estratégia para defender o folhetim das críticas constantes: com ironia ácida, e até um tanto de agressividade, ela vem rebatendo os ataques nas redes sociais. Nos últimos dias, a dramaturga passou a responder de forma ácida os espectadores através de seu perfil no Twitter. Após ler o comentário de uma internauta dizendo que a escritora estava parecendo “cego em tiroteio” por apostar em Jade Picon para que a novela fizesse sucesso, Glória respondeu que a história não depende só de Chiara, interpretada pela atriz estreante“Quando a gente assiste novela olhando só uma personagem, para endeusar ou detonar, fica assim mesmo como eu vejo muita gente aqui: mais perdido que cego em tiroteio”, escreveu a autora.

Outro comentário descreveu a trama de Travessia como confusa e fraca: “Um enredo que ninguém entende. Sem pé, nem cabeça. Faço parte do público que dá opinião. E Travessia tá fraquinha”. Glória também rebateu com ironia. “Liga o ‘tico’ e o ‘teco’ que você acha rapidinho o pé e a cabeça. Achar fraca é uma coisa. Não entender, não enxergar o pé e a cabeça, já é falha do tico e do teco”, disse a autora. 

Continua após a publicidade

Substituta de Pantanal, Travessia ainda não conquistou o público da Globo e apresenta um índice de audiência baixa: na casa dos 23 pontos de média. Entre os problemas da trama apresentados até o momento estão a construção da mocinha Brisa (Lucy Alves), que não parece ter uma jornada de heroína definida; a atuação fraca de Jade Picon como a vilã Chiara; o casal sem torcida formado por Ari (Chay Suede) e Chiara; e a abordagem equivocada sobre tecnologia, que seria um dos motes do folhetim. Por ser uma obra aberta, o folhetim ainda tem tempo para virar esse jogo, mas depende de Glória Perez sair do Twitter e se concentrar na sala de roteiro.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.