Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Rio Grande do Sul

Por Veja correspondentes
Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens gaúchos. Por Paula Sperb, de Porto Alegre
Continua após publicidade

‘Nós merecemos’, diz Renato ao chegar na Arena após vitória

Delegação gremista circulou em carreata por Porto Alegre e foi recebida pela torcida

Por Paula Sperb
Atualizado em 1 dez 2017, 11h52 - Publicado em 30 nov 2017, 15h11

Com seus inconfundíveis óculos escuros, depois de pedir uma estátua para si mesmo e “decretar feriado” pela vitória do Grêmio na Copa Libertadores, o técnico Renato Gaúcho retornou a Porto Alegre consagrado. “Nós merecemos”, disse Portaluppi ao chegar na Arena, depois de desembarcar do ônibus que levou o time do Grêmio em carreata pela capital gaúcha durante a manhã.

“Não tem preço. Desde o início do ano, a gente correu atrás. Vencer a Libertadores era um sonho da torcida, era um sonho nosso. A nossa maior felicidade é ver a torcida feliz. Por isso que trabalhamos. Nós merecemos e o nosso torcedor merece também”, disse o técnico aos jornalistas que o aguardavam.

A taça entrou no estádio por volta das 13h30 nas mãos do capitão Geromel, chamado pelos tricolores de “GeroDeus” por causa do bom desempenho ao longo do campeonato. Na Arena, os jogadores foram recepcionados pela torcida que entonava o hino do time e comemoravam o “tri”.
Antes de chegarem à Arena, os jogadores circularam pelas ruas de Porto Alegre em um caminhão.

Torcida gremista em frente à prefeitura de Porto Alegre, na manhã desta quinta (Eduardo Beleske, PMPA/Divulgação)

Bandeiras do time foram penduradas nas casas, confetes foram jogados do alto dos prédios e até balões azuis foram usados para as boas-vindas aos campeões. A torcida tomou conta do Paço Municipal, espaço em frente à prefeitura, no centro da cidade. Ali, a delegação gremista recebeu a “chave da cidade”, entregue pelo prefeito Nelson Marchezan J. (PSDB), que torce para o Grêmio.

Chave de Porto Alegre foi entregue à delegação gremista pelo prefeito Nelson Marchezan Jr. (PSDB) (PMPA/Divulgação)

A festa dos torcedores, porém, começou ainda ontem. Ponto tradicional de encontro dos gremistas, tanto a Arena como a Avenida Goethe, próximo ao Parcão, ficaram lotadas para acompanhar o jogo. A festa “Soy Loco por Tri América”, no estádio, recebeu 30.000 pessoas. Ainda de madrugada, equipes da prefeitura iniciaram a limpeza da Goethe, que ficou tomada por lixo. Pelo menos 33 pessoas que passaram pela Goethe e pela Arena foram atendidas no Hospital Pronto Socorro (HPS) por queimaduras causadas por rojões ou ferimentos causados em brigas.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.