Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

VEJA 5 – ESCÂNDALO: OS ALOPRADOS ESTÃO AGORA DENTRO DO PLANALTO

Há muito tempo venho afirmando no blog, conforme vocês podem encontrar nos arquivos, que o governo estava praticando um crime: mobilizava a máquina oficial para produzir um dossiê contra adversários políticos. Quando as oposições aceitaram que a CPI dos Cartões investigasse “o governo FHC”, sem a especificação de fato ou fatos, conforme exige a Constituição, […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 19h45 - Publicado em 21 mar 2008, 07h13
Há muito tempo venho afirmando no blog, conforme vocês podem encontrar nos arquivos, que o governo estava praticando um crime: mobilizava a máquina oficial para produzir um dossiê contra adversários políticos. Quando as oposições aceitaram que a CPI dos Cartões investigasse “o governo FHC”, sem a especificação de fato ou fatos, conforme exige a Constituição, estavam botando a cabeça na boca de um leão que se alimenta da reputação alheia.

Quem fez o dossiê? Acreditem: funcionários da Controladoia Geral da União (do ministro Jorge Hage) e da Casa Civil, de Dilma Rousseff, a miss PACderme. Leiam trecho de reportagem de Alexandre Oltramari. Volto depois:

A CPI que investiga o uso dos cartões corporativos do governo começou a ouvir depoimentos na semana passada num falso clima de cordialidade. Comandada pelo PT e pelo PSDB, a comissão não analisou os pedidos de quebra de sigilo nem os requerimentos de convocação de ministros, mas chamou atenção pelo tom desafiador de algumas declarações de representantes do governo. O ministro Jorge Hage, chefe da Controladoria-Geral da União, depois de minimizar a importância das denúncias investigadas, disse aos parlamentares que “é possível que surjam coisas mais graves do que as que já foram descobertas até agora”. O quê? Ele não revelou. Mais explícito, o ministro Paulo Bernardo, do Planejamento, sugeriu que a comissão se dedicasse ao exame das chamadas contas tipo B, um fundo de despesas que antecedeu a criação dos cartões. Por quê? Ele também não revelou. Os dois ministros do governo Lula, na verdade, foram usados como porta-vozes de uma tentativa de intimidação. O Palácio do Planalto mandou fazer um dossiê sobre os gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em seus últimos cinco anos de governo – e ameaça divulgá-lo para tentar constranger os oposicionistas que insistem em investigar o presidente Lula.

VEJA teve acesso a parte do dossiê. (…). É grave saber que informações de estado, algumas sigilosas por lei, estão sendo usadas para chantagear políticos de oposição. Mais grave ainda saber que a estrutura funcional do estado está sendo utilizada para montar um dossiê contra adversários – e, o que é mais espantoso, dentro do Palácio do Planalto, na vizinhança do gabinete do presidente Lula. Com o início da crise dos cartões, um grupo de funcionários da Casa Civil da Presidência da República se debruçou, durante semanas, sobre uma imensa pilha de processos, notas fiscais e relatórios de viagem.
Para ler íntegra, clique aqui

Comento
A irregularidade tem de ser punida, venha de onde vier. O que é espantoso, nesse caso, é que se mobilize a máquina do estado para produzir um dossiê com a finalidade de fazer chantagem. Lembram-se o que escrevi aqui anteontem sobre as falas do ministro Hage? Era evidente que ele queria mandar recados. Essa gente sabe a capacidade que tem o governo de pautar setores da mídia.

Mais uma vez, estamos de volta ao padrão PT: “Fiz lambança, mas outros fizeram também”. O partido tem experiência em dossiês. Este, de agora, envolve ministros de estado, incluindo aquela que é apontada como eventual candidata do partido à Presidência da República: Dilma Rousseff.

Reitero: as oposições têm de cair fora da CPI o quanto antes e denunciar a farsa que está em curso. Vocês sabem que insisto neste ponto faz tempo.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.