Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Um homem de visão

Num seminário ontem, o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, citou Nelson Jobim, ex-presidente do Supremo, como um excelente nome para sucedê-lo. O citado, presente, disse que isso ainda é mera especulação. Oh, não diga! Só pode ser, não é? Lula ainda nem ganhou. Mas Jobim não se faça de modesto. Ou até se faça. […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 23h16 - Publicado em 1 set 2006, 04h26
Num seminário ontem, o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, citou Nelson Jobim, ex-presidente do Supremo, como um excelente nome para sucedê-lo. O citado, presente, disse que isso ainda é mera especulação. Oh, não diga! Só pode ser, não é? Lula ainda nem ganhou. Mas Jobim não se faça de modesto. Ou até se faça. Ele queria mesmo era ser candidato a vice na chapa de Lula. Mas o PMDB se atrapalhou. Quem nunca se atrapalha e está sempre no lugar certo é o próprio Jobim, que assumiu papel de destaque na Constituinte, no governo Sarney (confessou até que andou redigindo artigos sem avisar ninguém), foi ministro da Justiça no governo FHC e indicado por este para o Supremo, que teve a grande sorte (para ele ao menos) de presidir durante o governo Lula. E, agora, ele já se prepara para mais um vôo independente: quer ser ministro num eventual segundo mandato de Lula. Muito bem. Parabéns! Acreditem: ele sonha com a Presidência da República.
Publicidade