Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

TERRORISMO

Na sabatina da Folha e do UOL, Serra também foi muito enfático ao acusar o “terrorismo” da campanha petista, que insiste em usar a Internet para espalhar a patacoada de que os tucanos, se eleitos, privatizariam estatais como Banco do Brasil, CEF e Petrobras. Bem, já assistimos a esse número dos “companheiros” em 2006. O […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 15h01 - Publicado em 21 jun 2010, 17h11

Na sabatina da Folha e do UOL, Serra também foi muito enfático ao acusar o “terrorismo” da campanha petista, que insiste em usar a Internet para espalhar a patacoada de que os tucanos, se eleitos, privatizariam estatais como Banco do Brasil, CEF e Petrobras.

Bem, já assistimos a esse número dos “companheiros” em 2006. O nome é “terrorismo” mesmo — não cabe outro. Não há, e nunca houve, nem mesmo um mal-entendido que pudesse tornar essa possibilidade ao menos verossímil.

E o terrorismo se dá de dois modos:
1 – Explícito
A rede na Internet, que beira o crime organizado, espalha a canalhice;
2 – Velado
As campanhas publicitárias de estatais na TV sugerem sempre a idéia de um “novo tempo” — não anunciam produtos; preferem anunciar a “era inaugural”, como se as estatais, antes, estivessem caindo pelas tabelas, sendo desprestigiadas etc.

Ora, a Petrobras começou a chegar ao pré-sal, por exemplo, no governo Lula? É evidente que não se espera que o PT vá disputar eleições elogiando os adversários. Mas a crítica é diferente do terror.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)