Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Serra já cuida da transição e pensa na Segurança

Por Carlos Marchi, no Estadão deste domingo: “O governador eleito de São Paulo, José Serra, já começou a montar o seu futuro governo, com atenção muito especial para a sua maior preocupação, a segurança pública. Discretamente, ele almoçou terça-feira com o governador Cláudio Lembo e os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica em […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 6 jun 2024, 08h20 - Publicado em 22 out 2006, 06h46
Por Carlos Marchi, no Estadão deste domingo: “O governador eleito de São Paulo, José Serra, já começou a montar o seu futuro governo, com atenção muito especial para a sua maior preocupação, a segurança pública. Discretamente, ele almoçou terça-feira com o governador Cláudio Lembo e os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica em São Paulo. De bem com Lembo, Serra faz uma firme aposta na parceria da polícia paulista com as Forças Armadas para enfrentar o crime organizado. Amanhã acontecerá a primeira reunião da equipe de transição de Serra, no trabalho de preparação do futuro governo. A equipe de transição será comandada pelo secretário de Finanças da prefeitura, Mauro Ricardo Costa, que, por sinal, é o primeiro nome confirmado para o futuro secretariado de Serra, no qual ocupará a Secretaria da Fazenda. A reunião será na Rua Boa Vista, no centro de São Paulo, e a orientação é de que seus primeiros movimentos sejam feitos sem nenhuma divulgação na imprensa. O futuro governador orientou Mauro Ricardo para que trabalhasse com especial discrição até o dia 29, para não colidir com a campanha do tucano Geraldo Alckmin à Presidência. (…) Ele [Serra] tem dito a amigos que usará dois critérios para formar seu time de governo: o primeiro é não enfraquecer a equipe que deixou na prefeitura (…) O segundo critério repetirá um antigo comportamento que Serra usou em todos os cargos executivos que ocupou: rejeitar indicações políticas feitas por partidos ou políticos aliados. Serra confidenciou a pelo menos dois amigos fiéis que negociará alianças com um critério essencial: o partido recebe o cargo negociado, mas não indica o nome que vai ocupá-lo.” Clique aqui para ler mais

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.