Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Quem “inspirou” o guia turístico da “Nova Direita”

Vejam como são as coisas. Aí me manda o leitor o comentàrio que segue sobre a tese de Marcos Nobre, colunista da Folha, segundo a qual o Plano Real concorreu para elevar o número de presos no Brasil, tornados invisíveis: “Por incrível que pareça, essa tese já está surrada. O Nobre foi buscá-la no livro […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 22h16 - Publicado em 7 ago 2007, 16h24

Vejam como são as coisas. Aí me manda o leitor o comentàrio que segue sobre a tese de Marcos Nobre, colunista da Folha, segundo a qual o Plano Real concorreu para elevar o número de presos no Brasil, tornados invisíveis:

“Por incrível que pareça, essa tese já está surrada. O Nobre foi buscá-la no livro As Prisões da Miséria, de Loïc Wacquant. Nesse livro, o ilustre intelectual francês estabelece a relação entre o avanço do neoliberalismo e o aumento da população carcerária — que, segundo ele, seria a forma encontrada de ‘esconder’ os excluídos. Fui obrigado a ler esse troço na UnB. Tem aquele traço característico dos intelectuais engajados da França: a irresponsabilidade intelectual. Ainda que os dados apresentados não sejam confiáveis (não poria a mão no fogo por isso), não há nenhuma preocupação em validar o suposto nexo causal entre neoliberalismo e população carcerária. Basta um mínimo de rigor metodológico para ver que a tese é capenga. Mas muitos por aqui acham o livro magnífico…

Voltei
Pois é. Grande leitor. Sabe das coisas. O livro está disponível em português. Passe na livraria e dê uma olhadinha. Lá está, sem tirar nem pôr, a tese de Nobre, que só não comete o favor de dar a autoria. Entendo o procedimento. De algum modo, ele é neto de Marilena Chaui, aquela que se inspirava em Claude Lefort para ter idéias, escondendo a paternidade. Só ficaria difícil para Nobre provar que o Plano Real foi neoliberal. Mas isso é só um detalhe. Acadêmico virar colunista no Brasil é coisa muito simples. Basta ignorar a realidade que o cerca e fazer pastiche do primeiro livro que estiver ao alcance da mão. Ninguém leu quase nada mesmo… E o plagiador ainda passa por pensador original e fecundo. Claro, ele pode tentar, se quiser — não o fará —, provar que não copiou a tese de Wacquant. E eu faria o contrário. De qualquer modo, o lugar de Nobre está garantido no pensamento: quando menos, ele volta a ser guia turístico da “Nova Direita”.


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.