Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

PT e corrupto confesso têm a mesma receita para “passar o país a limpo”. Quem se surpreende?

Não posso fazer nada se entendo certas coisas com um pouquinho mais de rapidez do que alguns bocós arrogantes. O post em que digo que Paulo Roberto Costa agora virou especialista em reforma política e defende a mesma tese do PT foi publicado às 16h42. Às 17h58, a Folha publica esta pérola: “O deputado Ivan […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 01h28 - Publicado em 5 Maio 2015, 21h25

Não posso fazer nada se entendo certas coisas com um pouquinho mais de rapidez do que alguns bocós arrogantes. O post em que digo que Paulo Roberto Costa agora virou especialista em reforma política e defende a mesma tese do PT foi publicado às 16h42. Às 17h58, a Folha publica esta pérola:
“O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) questiona a Paulo Roberto Costa se todos os recursos de doações estão contaminados por propina, ao que o ex-diretor responde que ‘sim’. Pergunta também se Costa é a favor do fim das doações privadas de campanha. ‘Eu acho que pra passar esse país a limpo, sim’, disse o ex-diretor.”

Entenderam? O PT — e as esquerdas no geral — e Paulo Roberto Costa acham que só se passa o país a limpo com o fim da doação de empresas a campanhas eleitorais.

Não! Eu não penso que o sujeito está lá a serviço do PT — é que há alguns trouxas que não sabem ler ironia. Eu estou apontando apenas a identidade de ponto de vista. Tanto o partido como o corrupto confesso pensam em “passar o país a limpo” com a mesma medida. Que todas as acusações que ele faz sejam investigadas, sim. Mas tomá-lo como conselheiro? Tenham paciência!

Publicidade