Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

PSDB decide recorrer ao Ministério Público Eleitoral contra Skaf por propaganda eleitoral antecipada com recursos da Fiesp e do Sesi

O PSDB paulistano decidiu que recorrer ao Ministério Público Eleitoral contra Paulo Skaf, presidente da Fiesp e futuro candidato do PMDB ao governo de São Paulo, informa Daniela Lima, na Folha. O partido acusa Skaf de usar a estrutura a Fiesp e do Sesi para fazer propaganda eleitoral antecipada. Faz sentido? Faz. Raramente se viu […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 04h35 - Publicado em 23 jan 2014, 20h11

O PSDB paulistano decidiu que recorrer ao Ministério Público Eleitoral contra Paulo Skaf, presidente da Fiesp e futuro candidato do PMDB ao governo de São Paulo, informa Daniela Lima, na Folha. O partido acusa Skaf de usar a estrutura a Fiesp e do Sesi para fazer propaganda eleitoral antecipada. Faz sentido? Faz. Raramente se viu coisa tão escancarada. Skaf, vamos dizer assim, “privatizou” a federação e, o que é pior, o Sesi, que lida também com recursos públicos.

Em julho do ano passado, a Folha divulgou números impressionantes. Skaff havia aparecido em inserções comerciais nada menos de 1.151 vezes no primeiro semestre, mais do que uma celebridade como o ator e apresentador Rodrigo Faro, conhecido por fazer muitos comerciais. Em todas essas inserções, Skaf tenta imprimir as suas digitais em ações que são das entidades que preside ou ligadas à federação.

Entre as inserções comerciais que os tucanos consideram campanha, está aquela em que Skaff comemora a suspensão do reajuste do IPTU em São Paulo. Sim, a Fiesp recorreu contra o reajuste, mas o PSDB também, e as duas foram fundidas numa só. Agora o presidente da Fiesp pretende recorrer contra o reajuste de IPTU em outras cidades — de preferência em municípios administrados por partidos de futuros adversários eleitorais.

Olhem aqui, leitores! Algumas teses de Skaf — como o combate ao aumento do IPTU e à alta carga tributária — são simpáticas e, se querem saber, têm um saudável apelo conservador, coisa que faz falta na política nacional. E, não por acaso, essas teses, somadas à sua onipresença na TV, lhe estão rendendo dividendos eleitorais. Ele aparece em segundo lugar nas pesquisas eleitorais, com até 19%das intenções de voto.

Continua após a publicidade

Mas cumpre não ser inocente. Skaf é PMDB, e o grande aliado do PMDB, em escala nacional, é o PT. Ainda que Skaf tenha incomodado o prefeito Fernando Haddad, o PT não reclama. Considera que ele é fundamental no esforço para derrotar Alckmin em São Paulo. Assim, o suposto conservadorismo do presidente da Fiesp, no limite, interessa mesmo é ao PT.

Mas essas são firulas políticas. O que me parece inaceitável, independentemente da qualidade das teses de Skaf, é o uso desassombrado da máquina da Fiesp e do Sesi. Ele vai ser candidato. Ele atua como candidato. Ele tem conversa de candidato. Ele circula como candidato. E está fazendo propaganda de si mesmo com recurso da federação que preside e do Sesi.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.