Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Não há mistério nenhum no rompimento de Aparecido e Fernandes em 2004

A maledicência da base governista tentou sugerir alguma forma de relação tão especial quanto conflituosa entre José Aparecido e André Fernandes — em particular no que diz respeito a um desentendimento ocorrido em 2004. O que teria acontecido? Não há nenhum mistério. Reportagem do Estadão desta terça traz a informação, conforme segue: André Fernandes revelou […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 19h29 - Publicado em 20 Maio 2008, 20h05
A maledicência da base governista tentou sugerir alguma forma de relação tão especial quanto conflituosa entre José Aparecido e André Fernandes — em particular no que diz respeito a um desentendimento ocorrido em 2004. O que teria acontecido? Não há nenhum mistério. Reportagem do Estadão desta terça traz a informação, conforme segue:

André Fernandes revelou a um amigo que, em 2004, durante a CPI do Banestado, Aparecido o procurou para fazer advertências sobre supostas conseqüências adversas de seu trabalho como auxiliar da oposição. Aparecido teria aconselhado André a passar para “o lado mais forte” (o do governo).

Na época, Fernandes assessorava o presidente da CPI, o então senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT). As divergências entre oposição e governo foram tão grandes que a CPI encerrou os trabalhos sem que o relatório final fosse votado.

De acordo com o mesmo interlocutor, Fernandes contou o fato ao senador Antero Paes de Barros. Procurado, Paes de Barros confirmou o relato. “André contou-me que José Aparecido claramente aconselhou-o a deixar minha assessoria porque eu estaria bichado e informações a meu respeito estariam sendo levantadas. Eu o tranqüilizei, disse que nada apareceria, como de fato ocorreu, e só não denunciei o fato porque André pediu-me que não o fizesse”, disse o senador. “Pareceu-me claramente uma intimidação.”

O Estado tentou, sem sucesso, contato com os advogados de José Aparecido, nos telefones celulares e do escritório.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.