Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Ministério Público usa dois pesos e duas medidas, diz advogado de Esteves

Para o advogado, uma vez que o banqueiro já foi ouvido e já foram cumpridos mandados de busca e apreensão, não há mais razões para mantê-lo preso

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 00h01 - Publicado em 27 nov 2015, 02h03

Por Reynaldo Turollo Jr., na Folha:
Advogado do banqueiro André Esteves, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, diz que a prisão de seu cliente foi indevida porque teve como base apenas menções feitas pelo senador Delcídio do Amaral (PT-MS), que também citou outros nomes.

Para o advogado, uma vez que o banqueiro já foi ouvido e já foram cumpridos mandados de busca e apreensão, não há mais razões para mantê-lo preso.

Folha – Por que o sr. questiona a prisão de André Esteves?
Antonio Carlos de Almeida Castro – O Delcídio falou o nome dele em algumas circunstâncias, assim como falou o nome de ministros do Supremo, da presidente Dilma, do [senador] Romário, do [prefeito do Rio, Eduardo] Paes, e todas as pessoas entenderam, com a maior razão, que isso era uma forma de ele se jactar frente às pessoas que estavam ali. Acho que o Ministério Público teve dois pesos e duas medidas.

O sr. vê paralelo entre a citação aos ministros e a Esteves?
Todos os nomes citados o foram por uma questão indevida. No entanto, o do André deu ensejo a uma prisão. Acho até que o Ministério Público poderia investigar e duvidar e questionar. Mas poderia ter pedido oitiva dele, uma interceptação telefônica. Numa hipótese gravíssima, um pedido de busca e apreensão. Agora, a hipótese de prisão me parece desproporcional e arbitrária. Eu não consigo entender como você começa uma investigação em cima de um cidadão probo com um pedido de prisão.

Continua após a publicidade

Sobre o mérito das acusações, o sr. poderia relatar o que Esteves disse em depoimento ?
Foi um depoimento extremamente objetivo. O nome dele foi envolvido indevidamente nesse contexto. Imagina, uma fuga mirabolante, que parece coisa de cinema. Isso não é coisa que pode passar numa pessoa com a seriedade e o compromisso social que tem o André. Como se pode imaginar fazer uma prisão de alguém que foi citado por outro?
(…)

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.