Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Blog
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Mas Correa não era um dos libertadores da América do Sul?

(leia primeiro o post abaixo)Uééé´…Estou produzindo em condições um tanto adversas. Por isso lhe passarei uma tarefa – ou eu mesmo a cumpriria. Procurem nos arquivos e encontrarão a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) a jurar, de pés juntos, que o BNDES emprestara dinheiro à Odebrecht, não ao governo equatoriano. Fosse assim, o calote não […]

Por Reinaldo Azevedo
Atualizado em 31 jul 2020, 18h33 - Publicado em 21 nov 2008, 18h09
(leia primeiro o post abaixo)
Uééé´…
Estou produzindo em condições um tanto adversas. Por isso lhe passarei uma tarefa – ou eu mesmo a cumpriria. Procurem nos arquivos e encontrarão a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) a jurar, de pés juntos, que o BNDES emprestara dinheiro à Odebrecht, não ao governo equatoriano. Fosse assim, o calote não seria do governo daquele país, certo? Dilma estava mentindo ou só é uma chefe da Casa Civil desinformada.?

Quer dizer que o Brasil ameaça reagir? Vi Celso Amorim na TV. Duvido. Ele tem cara e histórico de quem sempre cede às ameaças e chantagens dos pequenos. Amorim passou a não gostar muito e desse “tarrr de imperialismo”. Bandoleiro da América do Sul pinta e borda. O Brasil só hostiliza quem não pode lhe fazer mal.

Há dias, saudando a eleição de Obama, Lula afirmou que ele era a culminância de um processo iniciado na América do Sul, com a sua eleição. E listou Rafael Correa entre as conquistas democratizantes do subcontinente. Aquele vigarista abrigava terroristas da Farc em seu território. Seu governo dava apoio logístico aos criminosos. A Colômbia atacou o acampamento. O Brasil liderou o coro de condenação à… Colômbia!!! Sobre o filoterrorismo de Correa, não disse palavra.

O Senado, até hoje, não se interessou em investigar os empréstimos do BNDES a países suspeitos como Equador, Venezuela ou Angola. Em todos eles, a imprensa está amordaçada e não investiga o governo. Até fiz uma fábula aqui de como seria fácil arrumar uma bufunfa para delinqüentes e cobrar um pedágio, repatriado em jatinhos, para “construir o partido”.


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.