Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Mais uma bobagem de Mercadante

Hoje, enquanto o PCC atirava contra bancos e postos de gasolina, Aloizio Mercadante atirava contra a verdade numa entrevista concedida à CBN. Repetiu todos os números perturbados sobre a violência no Estado, que foram devidamente desmoralizados ontem aqui (veja nota abaixo), Mas um trecho de sua entrevista chamou a minha atenção. Segue em itálico: “E […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 23h21 - Publicado em 7 ago 2006, 21h08
Hoje, enquanto o PCC atirava contra bancos e postos de gasolina, Aloizio Mercadante atirava contra a verdade numa entrevista concedida à CBN. Repetiu todos os números perturbados sobre a violência no Estado, que foram devidamente desmoralizados ontem aqui (veja nota abaixo), Mas um trecho de sua entrevista chamou a minha atenção. Segue em itálico: “E há estados mais pobres no Brasil, como Pernambuco, que tem uma boa experiência em penas alternativas. Não são só em outros países. . É que em SP não há política prisional competente, o que levou a esta situação em que estamos vivendo. No meu governo isso vai acabar. Vamos criar penas alternativas, estimular a Justiça, criar uma nova cultura do sistema para atender com rigor quem está preso.”
Qual é a principal acusação que faço a Mercadante? Ele nunca sabe o que fala. Quer usar Pernambuco como exemplo, certo? Certo. O IPEA, um órgão do governo, tem um estudo que abrange os 5.507 municípios brasileiros em que é mais provável que alguém morra assassinado. O ranking é o que segue:
Municípios mais violentos do País
1 Serra ES
2 Olinda PE
3 Cariacica ES
4 Jaboatão dos Guararapes PE
5 Diadema SP
6 Duque de Caxias RJ
7 Vila Velha ES
8 Nova Iguaçu RJ
9 São João de Meriti RJ
10 Recife PE
11 Belford Roxo RJ
12 Betim MG
13 Itaquaquecetuba SP
14 Contagem MG
15 Osasco SP
16 Vitória ES
17 Guarulhos SP
18 Maceió AL
19 Porto Velho RO
20 Carapicuíba SP
21 Campinas SP
22 Belo Horizonte MG
23 Rio de Janeiro RJ
24 São Paulo SP
25 Mauá SP
26 Cuiabá MT
27 Santo André SP
28 Macapá AP
29 São Gonçalo RJ
30 Niterói RJ

Mercadante promete que teremos, em São Paulo, algo parecido com o que se vê em Pernambuco, que tem três de seus municípios na lista dos 10 mais violentos: Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Recife. Quem conhece a região sabe que são cidades conurbadas, sem fronteiras entre si. Talvez seja a macrorregião mais violenta do país. São Paulo está em 24º lugar, não muito longe de duas “repúblicas” petistas: Mauá e Santo André. Diadema, administrada pelo PT desde 1982, está em quinto lugar. Também há o ranking invertido, o das cidades menos violentas. Reparem:

1 Maringá PR
2 Joinville SC
3 Juiz de Fora MG
4 Pelotas RS
5 Franca SP
6 Petrópolis RJ
7 Montes Claros MG
8 São José do Rio Preto SP
9 Bauru SP
10 Uberlândia MG
11 Ribeirão Preto SP
12 Caxias do Sul RS
13 Jundiaí SP
14 Natal RN
15 Anápolis GO
16 Piracicaba SP
17 Palmas TO
18 Santos SP
19 Ponta Grossa PR
20 Teresina PI
21 São Luís MA
22 Florianópolis SC
23 Belém PA

Numa lista de 23 cidades, 7 estão no Estado de São Paulo. Mas Mercadante não está contente. Se eleito governador, ele parece preferir uma prática que coloque cidades do Estado na lista das dez mais violentas. Ademais, este senhor faz uma outra grande confusão: trabalha com os números absolutos da violência, comparando-os com o de Estados que tem populações muito menores. São Paulo tem 40 milhões de habitantes. Qualquer comparação razoável com outras regiões do país tem de considerar igual número de pessoas. Sim, pessoas podem ter opiniões distintas sobre vários assuntos. Mas há “opiniões” que nada são além de trambique.


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.