Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Lula politiza até a gripe alheia

Na Folha Online. Volto no post seguinte:O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tentou nesta quinta-feira, no Rio, minimizar a apreensão no Brasil causada pela gripe suína, que atingiu 11 países. O presidente usou como exemplo a febre amarela como uma crise que “não pegou” no Brasil no ano passado.No entanto, em 2008, os Estados […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 17h43 - Publicado em 30 abr 2009, 17h31
Na Folha Online. Volto no post seguinte:
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tentou nesta quinta-feira, no Rio, minimizar a apreensão no Brasil causada pela gripe suína, que atingiu 11 países. O presidente usou como exemplo a febre amarela como uma crise que “não pegou” no Brasil no ano passado.
No entanto, em 2008, os Estados de São Paulo e do Rio Grande do Sul foram atingidos pela doença, que matou 25 pessoas. Segundo dados do Ministério da Saúde, entre novembro de 2008 e abril de 2009 foram confirmados um total de 43 casos de febre amarela nestes Estados. Desse total, 16 pessoas morreram.
Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), foram registrados 257 casos de gripe suína –cujo nome oficial é “influenza A (H1N1)”.
“Vamos pegar [como exemplo] a febre amarela do macaco que teve um caso, dois casos. Tentaram “vender’ como uma crise que ia pegar o Brasil inteiro, mas morreu onde nasceu”, disse o presidente.
Lula disse hoje, durante uma visita à siderúrgica ThyssenKrupp CSA, em Santa Cruz, zona oeste do Rio, que o governo está tomando todos os cuidados necessários para evitar que gripe suína chegue ao Brasil.
Segundo o presidente, o país já enfrentou crises parecidas como a gripe aviária e conseguiu sair ileso. “Um amigo chegou de Washington e foi se queixar para mim que encontrou um monte de gente de máscara no aeroporto. Eu falei “é medicina preventiva’, ou seja, nós não vamos deixar para colocar as máscaras quando as pessoas já estiverem pego a gripe. Vamos nos prevenir. Nós já vencemos algumas batalhas, vamos lembrar da gripe aviária que se vendeu um terrorismo muito grande nesse país e ela não chegou aqui”, disse o presidente.
No entanto, Lula não descartou que o vírus possa chegar ao Brasil, mas frisou que até o momento nenhum caso da doença foi confirmado no país. Ele disse que espera que os casos monitoradas não se confirmem e que essa crise permaneça nos locais de origem.
“Eu espero que essa crise que começou no México e Estados Unidos termine rapidamente lá e que não venha para para o Brasil. Porque a única coisa que estamos precisando agora é de febre de crescimento da economia, febre de geração de emprego e de febre de distribuição de renda”, afirmou Lula.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês