Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Blog
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Irã – Resultado das urnas surpreende analistas

Observadores acreditam em fraude e em dificuldade para líder contornar crise Por Lourival Sant?Anna, no Estadão: O resultado das eleições anunciado pelo Ministério do Interior iraniano chocou observadores independentes ouvidos pelo Estado. Antes da votação, alguns estavam otimistas quanto à possibilidade de uma eleição limpa. Depois dela, não têm dúvida de que foi fraudada. Perplexos, […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 17h27 - Publicado em 14 jun 2009, 07h56

Observadores acreditam em fraude e em dificuldade para líder contornar crise

Por Lourival Sant?Anna, no Estadão:
O resultado das eleições anunciado pelo Ministério do Interior iraniano chocou observadores independentes ouvidos pelo Estado. Antes da votação, alguns estavam otimistas quanto à possibilidade de uma eleição limpa. Depois dela, não têm dúvida de que foi fraudada.
Perplexos, eles tinham dificuldade ontem de articular um cenário futuro, mas concordaram que o presidente Mahmoud Ahmadinejad não terá facilidade de empurrar essa vitória goela abaixo dos iranianos.
“Todo mundo está chocado e não sei o que acontecerá”, disse Rajab Ali Mazrooei, presidente da Associação de Jornalistas do Irã. O Estado perguntou se não seria possível que a impressão que se tem em Teerã, de amplo favoritismo do candidato oposicionista Mir Hossein Mousavi, não se repetisse no resto do país, tornando plausível a vitória de Ahmadinejad. “Não”, diz Mazrooei. “Em Esfahan, Shiraz, Tabriz, Mashhad, todas as grandes cidades iranianas, a sensação era a mesma.”
“Acho que o povo dessa vez vai reagir”, disse Mazrooei, comparando a situação com o desapontamento depois do fracasso do presidente Mohammed Khatami (1997-2005) em promover as reformas para as quais fora eleito. O desalento levou muitos reformistas a não votar em 2005, facilitando a eleição de Ahmadinejad. “Dessa vez, eles votaram, e se sentem roubados”, afirma Mazrooei.
A previsão dos analistas era a de que um alto comparecimento favoreceria Mousavi. Ele atingiu 82%, mas o oposicionista foi derrotado .
Mazrooei considera difícil prever o rumo que o presidente deverá tomar a partir de agora, depois de ter radicalizado o seu discurso contra os adversários, acusando de corrupção o ex-presidente Ali Akbar Hashemi Rafsanjani, um dos clérigos e políticos mais influentes do país, que articulou o apoio de conservadores e reformistas a Mousavi. Aqui

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.