Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

ELEIÇÕES NOS EUA 1 – Grupos sujam mãos por candidatos

Por Sérgio Dávila, na Folha:Uma jovem mãe, com um bebezinho no colo, conversa com a câmera. “Olá, John McCain. Este é Alex, meu primeiro filho.Até agora, seus talentos incluem colocar tudo o que vê na boca e perseguir nosso cachorro. Isso e fazer meu coração disparar a cada vez que eu olho para ele. Então, […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 19h18 - Publicado em 29 jun 2008, 08h03
Por Sérgio Dávila, na Folha:
Uma jovem mãe, com um bebezinho no colo, conversa com a câmera. “Olá, John McCain. Este é Alex, meu primeiro filho.
Até agora, seus talentos incluem colocar tudo o que vê na boca e perseguir nosso cachorro. Isso e fazer meu coração disparar a cada vez que eu olho para ele. Então, John McCain, quando você diz que poderia deixar as tropas no Iraque por cem anos, você estaria contando com o Alex? Porque, se estava, ele não está à disposição.”
Corta.
Uma câmera mostra uma parte pobre de Chicago. A locutora relembra casos de jovens mortos em brigas de gangue em 2001 na cidade. “Naquele ano, um jovem senador estadual chamado Barack Obama votou contra aplicar a pena de morte contra membros de gangues. Quando chegou a hora de ser duro, Obama preferiu ser fraco. A pergunta é: podemos acreditar que um homem tão fraco na guerra contra gangues será forte na guerra ao terror?”
O primeiro anúncio está no ar nacionalmente na TV aberta e é bancado pelo grupo progressista MoveOn, que apóia o democrata Barack Obama. O segundo está no ar em algumas emissoras de TV paga e foi feito pelo grupo conservador ExposeObama, do produtor de comerciais políticos Floyd Brown, que apóia o senador republicano John McCain.
Ambos os candidatos à sucessão de George W. Bush têm dito que esta será uma campanha limpa, em que ataques pessoais e anúncios negativos não terão lugar. “Nós estamos vivendo talvez a campanha presidencial mais positiva de nossa geração”, disse Obama em entrevista exibida pelo canal pago Fox Business na quinta-feira, ecoando seu oponente.
Pode ser verdade. Mas, se os dois se dão ao luxo de não colocar os pés na lama, é por conta de grupos como o MoveOn e o ExposeObama, agremiações que não são ligadas diretamente às campanhas, mas arrecadam, gastam dinheiro e trabalham em benefício dos candidatos com os quais se identificam.
Assinante lê mais aqui
Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês