Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Blog
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

E Lula segue queimando Dilma na imprensa; agora, presidente aparece como “teimosa”, negando-se a seguir sugestão do Apedeuta

Pois é… Luiz Inácio Apedeuta a Silva volta a descer o sarrafo em Dilma. Sempre, claro, por intermédio de assessores próximos, que conversam com jornalistas. Já aconteceu na semana passada, depois que a presidente anunciou que o governo defenderia uma Constituinte. Agora, de novo! Leiam trecho do que informa a Folha. Volto sem seguida. * […]

Por Reinaldo Azevedo
Atualizado em 31 jul 2020, 05h51 - Publicado em 4 jul 2013, 06h29

Pois é… Luiz Inácio Apedeuta a Silva volta a descer o sarrafo em Dilma. Sempre, claro, por intermédio de assessores próximos, que conversam com jornalistas. Já aconteceu na semana passada, depois que a presidente anunciou que o governo defenderia uma Constituinte. Agora, de novo! Leiam trecho do que informa a Folha. Volto sem seguida.
*
A proposta de reduzir o número de ministérios, feita pela oposição e encampada pelo PMDB, já havia sido sugerida à presidente Dilma pelo ex-presidente Lula como uma medida para sinalizar austeridade num momento de turbulências na economia. Segundo a Folha apurou, Lula, em conversas com interlocutores, também disse que defendeu mudança nas principais áreas do governo, como articulação política e equipe econômica.

Dilma chegou a indicar, segundo petistas próximos a Lula, que iria analisar a possibilidade de mudar a equipe ministerial durante o recesso do Congresso, em julho. Só que o surgimento da onda de manifestações nas ruas fez a presidente mudar o foco de sua agenda e, segundo assessores, adiar as trocas. Recentemente, Lula queixou-se a interlocutores que a presidente é “teimosa” e não queria “fazer ajustes” no governo, considerados por ele necessários para reverter o clima de pessimismo na área econômica e política. Oficialmente, a assessoria de Lula diz que o ex-presidente não tratou desse tipo de assunto com Dilma, afirmando que “é atribuição da presidente definir ministério”. Informou ainda que o petista faz palestras no exterior.
(…)

Voltei
Eita! É mel na sopa. Lula está fazendo palestras na África, sei lá onde. Mas, como se sabe, hoje em dia, “longe é muito perto”, não? O Apedeuta tem um grupo muito restrito de porta-vozes. E ninguém abre o bico sem sua autorização. Vale dizer: o Babalorixá está na Operação Desestabiliza Dilma.

A última, agora, é que ele havia sugerido a ela que cortasse ministérios, mas, como disseram os tais assessores, o ex acha a sua sucessora muito “teimosa”. Pois é… Lula herdou 24 ministério de FHC. Deixou 37 no colo de Dilma. Ela ainda criou mais dois. O chefão petista teria defendido que ela reduzisse o gigante para 30 pastas.

Continua após a publicidade

Não sei se notam: num prazo de cinco dias, é a segunda vez que os assessores de Lula fazem chegar críticas do Demiurgo à presidente. Nesse caso, percebam, a sugestão que ele teria feito estaria mais afinada com as ruas. Afinal, anteontem, a presidente disse que não iria cortar gastos porque seria demagogia.

A operação é sutil, mas clara: Lula começa a dizer por aí que o vai mal na gestão da companheira nada tem a ver com o passado imediato — seria, enfim, tudo obra dela, de sua teimosia.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.