Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Delubiechev ou Pomarotsky?

É realmente comovente o esforço que o “petismo crítico” faz para tentar convencer os “companheiros” a discutir o mensalão: “Pô, pessoal, não foi legal. A gente tem de admitir. Como é que a gente faz para não errar mais? Afinal, convenham, nós nos desviamos de nossos princípios”. É de rolar de rir. Lembra o esforço […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 22h12 - Publicado em 31 ago 2007, 18h57
É realmente comovente o esforço que o “petismo crítico” faz para tentar convencer os “companheiros” a discutir o mensalão: “Pô, pessoal, não foi legal. A gente tem de admitir. Como é que a gente faz para não errar mais? Afinal, convenham, nós nos desviamos de nossos princípios”.

É de rolar de rir.

Lembra o esforço dos “stalinistas sinceros” para coibir os abusos do tirano. Praticamente todas as correntes do partido concordaram em não tocar no assunto “mensalão” no 3º Congresso porque o tema não lhes interessa. E ponto final. Ou alguém realmente acha que os adversários internos da antiga Articulação fariam muito diferente se fossem eles a dominar a máquina?

Há uma trapaça intelectual nessa apologia ao petismo disfarçada de crítica: fica parecendo que o crime e a sua justificação não são parte da natureza do processo. E são. Digamos que isso a que chamam “direita do PT” (embora a expressão seja discutível) esteja a fim de se arrumar, usando, para tanto, o aparelho partidário. Coisa feia, né? E o que pretende, então, a “esquerda do PT”? Ora, usar a democracia como instrumento para construir uma estrovenga qualquer que ela chama “socialismo”.

Só para dar dois exemplos: no primeiro grupo, brilhava a figura entre sinistra e sonolenta de Delubiechev Soareseiév; no segundo, temos o sempre loquaz Valternovith Pomarotsky. Huuummm. Deixe-me ver quem me deixa mais longe do paredão. Talvez, se é que me entendem, seja mais fácil negociar com Delubiechev…

Continua após a publicidade

Tive uma idéia: entre os dois, eu escolho NENHUM. Serei um “branco” (pesquisar).

Para mim, dá na mesma violar a democracia por dinheiro ou por ideologia.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.