Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Conversa de Delcídio sugere que senador quer um pouco mais de ética na sacanagem!

Diálogo revela a intimidade do petista com Nestor Cerveró e Fernando Baiano e fala em “oportunidades”

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 00h01 - Publicado em 27 nov 2015, 01h19

Para quem se delicia prestando atenção a detalhes da linguagem, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), antes a Vovó Mafalda, é mesmo um banquete quando se manifesta como Vovó Metralha, quando solta o verbo.

Naquela conversa em que planeja a rota de fuga de Nestor Cerveró, em companhia de Edson Ribeiro, o advogado, o petista lamenta o comportamento de Fernando Baiano, nestes termos:
“É uma vergonha o que ele fez! Bicho! Para as oportunidades que o Nestor deu, porra! Fernando fazer uma calhordice dessa, uma canalhice dessas”.

Ah…

Notem o tratamento das personagens pelo prenome: “Fernando, Nestor…”. Isso, não tenhamos dúvida, é intimidade.

Continua após a publicidade

Também acho encantador que se recorra ao que me parece ser uma espécie de ética da bandidagem, certo? Afinal de contas, qual era o trabalho de “Fernando”? Fazer lobby criminoso, tráfico de influência, pagar e receber propina…

E quem lhe dava as “oportunidades”? Ora, “o Nestor”. O que Delcídio está dizendo aí, parece, é que é preciso haver ética na sacanagem, “bicho”! Como pode?

Edson Ribeiro, o advogado ainda foragido, procurado pela Interpol, comenta, na conversa gravada, que Sérgio Riera, que defende Baiano, “traiu” — sugerindo que algum acordo fora rompido. Depois, emenda sobre Alberto Youssef, ainda preso: “A cada delação que faz, ele melhora a situação dele lá dentro”.

Continua após a publicidade

O intuito, como se nota, é demonstrar que existe uma espécie de conspiração contra Cerveró, evidenciando a necessidade da fuga — o que, obviamente, é do interesse de Delcídio, que queria evitar que o ex-diretor confirmasse as denúncias do próprio Baiano, segundo as quais o senador recebera US$ 1,5 milhão de propina na compra da refinaria de Pasadena. Ainda volto a esse tema.

Ah, sim: no depoimento prestado nesta sexta, Delcídio diz ter recebido Bernardo Cerveró, o filho de Nestor, por uma questão de humanidade. Ah, bom… Leiam o que afirmou seu advogado, Maurício Silva Leite: “O senador disse que [a reunião] foi um pedido que o advogado e o filho do Cerveró fizeram para ele, e ele disse que iria encaminhar o assunto, que ia interceder, sim, e ele explicou que era uma questão humanitária, que era dar uma palavra de conforto e esperança, e que iria fazer isso para diminuir a dor, o sofrimento, talvez. Ele mencionou que conhecia a família [de anos antes]”.

Entendi. Vai ver foi por humanidade que Delcídio sugeriu até o tipo de avião que deveria ser usado na fuga.

Continua após a publicidade

Advogados têm o direito e o dever de defender seus clientes. É um primado da democracia. Mas precisam tomar cuidado com o ridículo.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.