Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Caso Battisti: Itália chama embaixador “para consultas”

Na Folha Online. Comento no post seguinte:A Itália decidiu chamar seu embaixador no Brasil, Michele Valensise, para consultas depois que o governo brasileiro concedeu status de refugiado político ao ex-ativista italiano Cesare Battisti.Condenado na Itália por quatro homicídios, Battisti conseguiu o status de refugiado político no Brasil por decisão do ministro Tarso Genro (Justiça).Segundo o […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 18h16 - Publicado em 27 jan 2009, 16h12
Na Folha Online. Comento no post seguinte:
A Itália decidiu chamar seu embaixador no Brasil, Michele Valensise, para consultas depois que o governo brasileiro concedeu status de refugiado político ao ex-ativista italiano Cesare Battisti.
Condenado na Itália por quatro homicídios, Battisti conseguiu o status de refugiado político no Brasil por decisão do ministro Tarso Genro (Justiça).
Segundo o Ministério de Relações Exteriores da Itália, a decisão surgiu depois que a Procuradoria Geral da República recomendou ao STF (Supremo Tribunal Federal) o arquivamento do pedido de extradição de Battisti.
Após pronunciamento do governo brasileiro, o STF deve julgar a causa de Battisti, que aguarda em uma penitenciária de Brasília uma possível libertação, depois de ser detido no Rio de Janeiro em 2007.
A Folha Online apurou que o caso deve ser julgado pelo STF já no dia 2 de fevereiro, quando o Judiciário retoma suas atividades.
O governo da Itália ingressou na semana passada com um recurso no STF para pedir vista do processo de Battisti e o direito de se manifestar na ação.
Battisti foi condenado à prisão perpétua na Itália acusado de quatro assassinatos cometidos na década de 1970, quando militava no grupo PAC (Proletários Armados pelo Comunismo).
No último dia 13, o ministro Tarso Genro concedeu a ele o status de refugiado político –decisão que foi ratificada por Lula em carta ao presidente italiano, Giorgio Napolitano.

Decisão “vergonhosa”
O ministro italiano para Assuntos Europeus, Andrea Ronchi, afirmou concordar “100%” com a iniciativa de chamar o embaixador italiano no Brasil, Michele Valensise, para consultas, considerando “vergonhosa” a decisão do governo brasileiro de conceder refúgio político a Battisti.
Ronchi declarou que é “intolerável que o assassino de quatro cidadãos italianos possa ficar em liberdade e viver tranquilo no Brasil”, condenando a recomendação do procurador-geral da República do Brasil, Antonio Fernando de Souza, pelo arquivamento do pedido de extradição de Battisti.
“Estamos drasticamente indignados. É um escândalo moral, uma vergonha que ainda se justifiquem os assassinatos”, disse o ministro.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.