Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Abaixo os puritanos como eu. Viva a sensualidade do PT!

Os cretinos acham que a minha restrição à cartilha sexual do PT tem um fundo, sei lá, puritano. Ainda que tivesse, o material não deixaria de ser inadequado. Mas não é isso, não. Tal suposição nasce do fato de que petistas se sentem, sei lá, mais sensuais, descolados e sexualmente descontraídos do que o comum […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 6 jun 2024, 08h06 - Publicado em 7 fev 2007, 16h07
Os cretinos acham que a minha restrição à cartilha sexual do PT tem um fundo, sei lá, puritano. Ainda que tivesse, o material não deixaria de ser inadequado. Mas não é isso, não. Tal suposição nasce do fato de que petistas se sentem, sei lá, mais sensuais, descolados e sexualmente descontraídos do que o comum dos mortais. Entendo. O charme do líder, que costuma se exibir numa sunga de decoro sumário, se derrama também sobre os fiéis. Quando penso nos petistas que se tornaram notórios nos últimos tempos — o próprio Lula, Genoino, Delúbio Soares, Professor Luizinho, José Dirceu, Waldormiro Diniz, Silvio Pereira, Jorge Lorenzetti, Osvaldo Bargas, Expedito Veloso, Marco Aurélio Garcia, Lulinha… —, sou obrigado a confessar: a inveja me corrói a alma. Não é só a renda que é mal distribuída no Brasil, mas também o charme, o veneno, a picardia…
Bem, agora que confessei a minha inveja sexual dos petistas, vamos ao que interessa. O mesmo governo que incita (e excita) os alunos a “seduzir, beijar, cheirar, experimentar”, está, lê-se na Folha de hoje, querendo endurecer o jogo com as emissoras de TV. “O Ministério da Justiça (MJ) está prestes a publicar uma portaria que altera os critérios de classificação atuais e cria mecanismos para que sejam punidas as TVs que não cumprirem o horário de exibição determinado à faixa etária dos programas.” É isso aí. Vejam abaixo. Uma fulaninha do governo acha que a cartilha sexual deve existir apesar (e contra) os pais, que não têm de se meter. E o Ministério da Justiça está convicto de que eles são também incapazes de decidir o que seus filhos podem ou não ver na TV.
Atentem para o escândalo: o governo que quer entregar um material oficial a alunos de 13 (!!!) a 19 anos relatarem suas experiências sexuais — à luz do dia, fora e contra a vigilância da família — é o mesmo que quer se meter nos lares porque os considera incompetentes para decidir o que as crianças podem ou não ver. Nos dois casos, os pais são tratados como imbecis incompetentes. Com efeito: a fantasminha de Manoel Carlos pode ter conseqüências dramáticas na formação do caráter juvenil. Já a conclamação federal “seduza, beije, cheire, experimente!” é um norte de retidão moral. Na horizontal. Mas é.
O governo petista, por meio do Estado, fica muito preocupado com a possibilidade de que cada família possa ser, na pior das hipóteses, um tanto pervertida à sua maneira. Ele quer também o monopólio da perversão. Um dia, todo mundo será obrigado a andar com o barrigão se dobrando sobre uma sunga sumária e com um maiô branco com uma estrela vermelha. De liberdade, inclusive sexual, o PT entende. O resto, claro, é grita de puritanos como eu.
Para ler reportagens da Folha sobre a questão da TV, clique aqui e aqui

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.