Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Blog
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

“Deltaduto” faz Perillo anunciar auditoria em contratos

Por Alana Rizzo, no Estadão: Beneficiado pelo “deltaduto”, o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), anunciou ontem uma auditoria nas licitações e contratos celebrados entre o Estado e a Delta Construções. A campanha de Perillo, como revelou ontem o Estado, foi irrigada pelo circuito financeiro de empresas de fachada que serviam para redirecionar para políticos […]

Por Reinaldo Azevedo
Atualizado em 31 jul 2020, 09h03 - Publicado em 20 abr 2012, 07h43

Por Alana Rizzo, no Estadão:
Beneficiado pelo “deltaduto”, o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), anunciou ontem uma auditoria nas licitações e contratos celebrados entre o Estado e a Delta Construções. A campanha de Perillo, como revelou ontem o Estado, foi irrigada pelo circuito financeiro de empresas de fachada que serviam para redirecionar para políticos e laranjas, conforme aponta a Polícia Federal, recursos da Delta.

 

Segundo Perillo, o governo vai apresentar o relatório com a conclusão dos trabalhos em 30 dias. Caso sejam identificadas irregularidades, a Delta terá 15 dias para apresentar sua defesa. O governador negou ainda qualquer relação entre as doações de sua campanha e as empresas citadas nas investigações. “As doações feitas foram todas oficiais e legais.”

Na lista de beneficiários das empresas investigadas pela PF consta ainda a Produtos Alimentícios Orlândia, que doou R$ 13 mil para o deputado Rubens Otoni (PT). O petista aparece em vídeo conversando com Cachoeira sobre doações de campanha.

Continua após a publicidade

O “deltaduto” serviu de ambiente de transações financeiras que envolveram outros empresários locais, vários com negócios com o governo de Goiás. Um mês depois da eleição, o tucano recebeu R$ 400 mil de Valterci de Melo, diretor do Laboratório Teuto, uma das maiores empresas do Estado.

Melo abasteceu a conta da Brava Construções e Terraplanagem, ligada à organização criminosa, com R$ 55,6 mil, ao lado da Delta e da Alberto e Pantoja, outra empresa de fachada. Segundo a PF, a Delta foi responsável por 98% dos créditos da Brava, que movimentou R$ 13,2 milhões entre 2010 e 2011.
(…)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.