Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

‘Não aceitem um golpe que, em vez de solucionar, agravará a crise brasileira’, pede Dilma em sua defesa

Dilma começou sua defesa às 9h53; depois disso, os senadores farão perguntas, sem prazo para encerramento da sessão

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 30 jul 2020, 21h59 - Publicado em 29 ago 2016, 12h12

A presidente afastada, Dilma Rousseff, começou às 9h53 a leitura de sua defesa no processo de impeachment. Negando reiteradas vezes que tenha cometido crime de responsabilidade na edição dos decretos de crédito suplementar, Dilma comparou-se a Getúlio e João Goulart, mencionou sua prisão, a tortura e seu julgamento durante a ditadura e lembrou também seu câncer. Disse respeitar os senadores, eleitos como ela, mas voltou a dizer-se vítima de injustiça no processo. Ainda apelou ao preconceito de gênero para explicar os motivos pelos quais está sendo julgada.

Dilma voltou a fazer ameaças infundadas de que os trabalhadores terão perdas de direitos no mandato “ultraconservador” do eventual novo presidente, chegando a mencionar proibição de saque do FGTS.

Do lado de fora, de frente ao Congresso, só poucos manifestantes pró-Dilma. No plenário, acompanhando a fala da presidente afastada, ex-ministros de seu governo, Rui Falcão, presidente do PT, o ex-presidente Lula e o compositor Chico Buarque. Todos eles chegaram juntos com os carros que escoltavam Dilma do Palácio da Alvorada até o Senado. O presidente do julgamento, Ricardo Lewandowski, lembrou aos presentes a proibição de manifestação dos senadores e da audiência.

A partir do fim da fala de Dilma, Lewandowski suspendeu a sessão por alguns minutos para tentar cessar manifestações favoráveis A Dilma. Retomada a sessão, os senadores fazem agora perguntas à presidente afastada.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.