Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

UNE e ONGs de direitos humanos pedem impeachment de Guedes

Documento será entregue pela Coalizão Direitos Valem Mais a Arthur Lira na próxima quinta; entre as justificativas, a falta de recursos para a pandemia

Por Lucas Vettorazzo 7 dez 2021, 14h37

A Coalização Direitos Valem Mais, articulação que reúne mais de 200 entidades de defesa dos direitos humanos, irá entregar na próxima quinta um pedido ao presidente da Câmara, Arthur Lira, para a instauração de um processo de impeachment contra o ministro Paulo Guedes por crime de responsabilidade.

A coalização é composta, entre outras organizações, pela UNE e pela ONG Justiça Global. O aumento da pobreza no Brasil e a incapacidade do governo de dar uma resposta a altura da gravidade do cenário são os principais motivos para o pedido. Além disso, as entidades denunciam a falta de previsão de recursos no orçamento deste ano e do próximo para o combate a pandemia, o que teria levado ao aumento dos contágios e consequentemente das mortes pela doença.

“Na economia, a propagação intencional da Covid-19 se deu a partir de óbices às condições que permitiriam a execução das medidas de contenção da doença, como os atrasos, resistência e suspensão do auxílio emergencial e no Programa de Manutenção do Emprego e da Renda, e a não previsão de recursos para medidas de combate à Covid19. O resultado foi o aumento da contaminação, das mortes, o fomento à pobreza e o aprofundamento de desigualdades sociais, raciais, de gênero e regionais”, diz o documento.

Para o grupo, Guedes “transformou a política econômica em instrumento de disseminação da Covid-19, tal como demandado pelas práticas criminosas do presidente Jair Bolsonaro”.

Continua após a publicidade

Publicidade